segunda-feira, 21 de abril de 2014

A Lenda da Primavera



Índios que habitavam certas regiões próximas à Cordilheira dos Andes contavam uma lenda sobre a origem da Primavera:

“Há muitos e muitos séculos, não existia a Primavera. O seu cortejo de luz, cor e perfume não embelezavam a Terra, até então escura e triste.

Os homens, habitando regiões geladas e estéreis, tremiam de frio. A escuridão dos campos áridos, intimidava os corações humanos.

Certo dia, uma índia passeando com o filhinho nos braços, afastou-se de sua taba. Caiu violenta tempestade e a pobre mulher perdeu-se, não conseguindo encontrar o caminho de volta. Aterrorizada, ajoelhou-se e pediu auxílio às divindades. Ouviu uma voz muito forte que lhe ordenava:

- Precisas agir com muita coragem. Procura subir ao píncaro da mais alta montanha dos Andes e faze teu filho tocar o céu com suas duas mãozinhas inocentes. Nesse instante, verás a luz surgir de todos os lados, tudo se tornará claro e encontrarás o caminho de volta.

Ela partiu imediatamente para obedecer à ordem recebida. Às cegas, lutando contra o temporal, começou a escalar a mais alta montanha. Em certos momentos, o desespero se apoderava dela, sentindo-se sem coragem para continuar. Mas ouvia a voz da divindade e adquiria novas forças, prosseguindo sua jornada.

Depois de muito tempo, conseguiu escalar o cume da mais elevada montanha dos Andes. Reanimou seu filho, abatido pelo frio e pelos tropeços da jornada. Ergueu-o para o alto e pediu-lhe que tocasse o céu com suas mãos.

No mesmo instante, iluminou-se a face da Terra. A escuridão e o frio foram banidos. A luz e o calor renovaram a vida de todos os seres. Flores brotaram do chão. Perfumes embalsamavam o ar. As águas entoaram vibrantes melodias.

Nascera a Primavera!”

(Professor Antônio da Rocha Almeida)





Nenhum comentário:

Postar um comentário