quarta-feira, 9 de abril de 2014

Jesus viajando com o apóstolo Pedro


Quando o apóstolo Pedro andava pelo mundo com Jesus, ia porque gostava dele e não por causa da fé. Pedro era descrente e vivia dizendo que, se fosse Deus, daria um jeito em todas as coisas e acabava arrumando o mundo de jeito melhor.

Jesus só ia escutando e nada dizia.

Certo dia, iam os dois a uma festa na cidade e se encontraram, no caminho, como por acaso, com uma jovem pastora que ia indo também à festa. Pedro lhe perguntou:

- E quem é que vai tomar conta de seu rebanho?

- Deus guarda – respondeu a pastora.

Pedro viu Jesus que estava rindo e ficou envergonhado.


Depois da festa, Jesus foi a um morro acompanhado do povaréu. Andaram, andaram, até que o povo começou a reclamar que estava cansado e com fome. Então, Jesus mandou que cada um pegasse uma pedra. Pedro, por preguiça, logo escolheu um pedregulho bem, mas bem miudinho. Jesus mandou que as pedras se transformassem em pão. Aqueles que tinham catado pedras grandes ganharam pão grande, mas o pão de Pedro era tão pequeno que, de uma mordida só, ele comeu tudo. Aí ele ficou envergonhado, entendeu o castigo, mas não se corrigiu.

Depois de comer, Jesus e o povo foram caminhando pra mais adiante.

Começou a escurecer e o povo a reclamar. Então, Jesus mandou que cada um catasse uma pedra. Pedro pensando que ia ser de novo aquela história do pão, arrancou um pedaço de rocha e ficou, muito contente da vida, esperando. Jesus mandou que as pedras se transformassem em bancos, e o banco de Pedro ficou tão grande e tão alto que, por mais que ele pelejasse a noite inteira, não conseguiu subir nele.


(Recolhida em São Paulo e Jabuticabal, SP)

Jesus e as duas mulheres

Jesus e Pedro passaram por uma rua e viram uma mulher lavando roupa no quintal. Jesus jogou uma praga para mulher e Pedro não disse nada. Mais adiante, encontraram uma mulher toda enfeitada descansando na varanda de sua casa. Jesus abençoou a tal mulher. Então, Pedro, muito admirado, disse:

- Aquela que trabalha, você praguejou; esta que está descansando, você abençoou. Por quê?

- Pedro, Pedro -, respondeu Jesus – hoje é domingo, dia de guardamento mandado por meu Pai.


(Recolhida em Poá, SP)


Nenhum comentário:

Postar um comentário