quinta-feira, 10 de abril de 2014

Palavra cabalística

 

De Abraxas. Palavra, cujo emprego vem explicado nos Proecepta Medicinae do médico Sereno Sammonicus. Os antigos atribuem-lhe supersticiosamente a virtude de curar certas doenças, com especialidade as febres. As suas letras dispunham-se em linhas sucessivas de alto a baixo, tendo cada linha uma letra a menos, de maneira que a combinação de todas formasse um triângulo, cujo vértice fosse o A, como segue:



A  B  R  A  C  A  D  A  B  R  A
A  B  R  A  C  A  D  A  B  R
A  B  R  A  C  A  D  A  B
A  B  R  A  C  A  D  A
A  B  R  A  C  A  D
A  B  R  A  C  A
A  B  R  A  C
A  B  R  A
A  B  R
A  B
A


          Também  se dispunham as letras da seguinte forma:


A  B  R  A  C  A  D  A  B  R  A
A  B  R  A  C  A  D  A  B  R
B..R  A  C  A  D  A  B
R  A  C  A  D  A
A  C  A  D
A
A


          E por último:


A  B  R  A  C  A  D  A B  R  A
B  R  A  C  A  D  A B  R
R  A  C  A  D  A  B
A  C  A  D  A
C  A  D
A


Descrita a palavra por qualquer das três formas indicadas sobre um pedaço de papel quadrado, dobrava-se este cuidadosamente e cosia-se em cruz com uma linha branca. Depois o doente suspendia esta espécie de amuleto ao pescoço durante nove dias, e no fim desse prazo devia ir, sem o abrir nem para ele, atirá-lo de manhã cedo a um rio que corresse para o Oriente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário