sábado, 5 de abril de 2014

Prece do Gaúcho




Carreteiros por FCarlos


Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e com licença, Patrão Celestial, vou chegando, porque, enquanto cevo o amargo das minhas confidências, ao romper da madrugada e ao descambar do sol, preciso camperear por outras invernadas e repontar do céu a força e a coragem para o entrevero do dia que passa.

Eu bem sei que qualquer guasca, bem pilchado, de faca, rebenque e espora, não se afirma nos arreios da vida, se não se estriba na proteção do céu.

Ouve, Patrão Celeste, a oração que te faço, ao romper da madrugada e ao descambar do Sol. Tomara que todo o mundo seja irmão! Ajuda-me a perdoar as afrontas e a não fazer aos outros o que não quero pra mim.

Perdoa-me, Senhor, porque, rengueando pelas canhadas da fraqueza humana, de quando em vez, quase sem querer, eu me solto porteira-fora... Eta, potrilho xucro, renegado e caborteiro... Mas eu te garanto, meu Senhor, quero ser bom e direito.

Ajuda-me, Virgem Maria, primeira prenda do céu. Socorre-me, São Pedro, capataz da estância gaúcha. Para fim de conversa, vou Te dizer, meu Deus, mas somente pra Ti: que tua vontade leve a minha de cabresto pra todo sempre e até a querência do céu.

Amém.


Composta e indulgenciada por Dom Luiz Felipe de Nadal.
Dom Luiz foi bispo de Uruguaiana e morreu em acidente aéreo em 1963.
Sempre foi ligado ao movimento tradicionalista gaúcho.



Dom Luís Filipe De Nadal
(Guaporé, 1 de maio de 1916 – Passo Fundo, 1° de julho de 1963)
Foi um bispo católico brasileiro.


Faleceu com 47 anos de idade, 23 de sacerdócio e 8 de episcopado, em 1º de julho de 1963, num acidente aéreo, quando o DC3 da VARIG, prefixo PP-VBV, fazendo o voo 280, caiu no 1º Distrito de São João da Bela Vista, a 7,5 km de Passo Fundo, por volta das 18 horas, vitimando 11 pessoas.

Seus restos mortais estão sepultados na cripta da catedral de Uruguaiana.


2 comentários:

  1. A prece é uma petição. Esta errada E COM A LICENÇA, o texto original diz: "Com licença Patrão Celestial"

    ResponderExcluir
  2. Amigo Jaime, foi feita a devida correção. Retirei o texto de um antigo Almanaque do Correio do Povo. "Patrão Celestial" é o vocativo e deve estar entre vírgulas.

    Nilo da Silva Moraes

    ResponderExcluir