quinta-feira, 3 de abril de 2014

Receita para conservar a juventude

        


O melhor meio de um moço conservar a juventude consiste em se recolher todos os dias cedo ao leito,para esperar calmamente a velhice.

A velhice é como essas damas indesejáveis e intrometidas que comparecem a todas as festas onde não foram convidadas, mas que não aparecem, quando são esperadas.

É um erro pensar que a velhice gosta da tranqüilidade. Ela não se agita nem se movimenta, não é porque lhe falte vontade,mas porque as pernas não ajudam.

Assim, um jovem que resolva levar uma vida metódica, deixando de ir ao futebol, evitando os bailes e as noitadas alegres, conseguirá retardar, por certo, a visita da velhice.

Mas uma questão muito importante se levanta nesta altura, exigindo uma resposta imediata: - Merecerá o qualificativo de moço, um mancebo que não se diverte? Será realmente moço um adolescente que leva a vida de velho?

E pagará a pena passar uma existência inteira, dessa forma,para conseguir uma mocidade inexistente e afastar uma velhice inevitável?

Tudo isto é desconcertante, mas também profundamente verdadeiro... E não se pode fugir a esta conclusão:

O moço que quiser prolongar a mocidade deve levar uma vida de ancião. E quando chegar a velhice então, ficará revoltado consigo mesmo,por não ter aproveitado a mocidade, que não volta mais.


§ § §

Quem?


Quem determinou ao sol e as estrelas o seu caminho?
Quem além de Ti faz a lua minguar e crescer?
Quem colocou a terra em seu lugar abaixo do céu nublado
de modo que não caia?
Quem estabeleceu as águas e as plantas?
Quem domou os cavalos do vento e das chuvas?
Quem, oh Sábio, é o criador da Boa Mente?
Qual artífice fez a luz e a escuridão?
Qual artífice fez o sono e o despertar?
Quem fez a manhã, o meio-dia e noite,
para lembrar os homens sábios de sua tarefa?
É como Boa Mente que tu fundaste teu Domínio?
Quem criou a Devoção, consagrada com o Domínio?


Zoroastro ou Zaratrusta

Nenhum comentário:

Postar um comentário