sexta-feira, 11 de abril de 2014

Reflexão

“Embora tenha passado por tudo que passei, não me arrependo dos problemas em que me meti – porque foram eles que me trouxeram até onde desejei chegar. Agora, já perto da morte, tudo que tenho é esta espada e a entrego para todo aquele que desejar seguir sua peregrinação. Levo comigo as marcas e cicatrizes dos combates. Elas são testemunhas do que vivi e recompensas do que conquistei.
São estas marcas e cicatrizes queridas que vão me abrir as portas do Paraíso.”

John Bunyan

* * * * *

Um teste de inteligência

 Uma empresa estava contratando um novo funcionário. Uma parte do exame de seleção consistia em responder à seguinte questão, por escrito:

Você esta dirigindo seu carro com dificuldade. Ao passar por um ponto de ônibus, você vê que o veículo passa direto, ignorando as três pessoas encharcadas que ali aguardam transporte. Verifica que essas pessoas são:

1 – Uma senhora precisando ser hospitalizada;
2 - Um médico que salvou sua vida no passado;
3 – E o grande amor da sua vida.

No seu carro só cabe você e mais uma pessoa. Qual você escolhe? Por favor, justifique sua resposta. Pense antes de continuar. Este é um tipo de teste de personalidade.  Cada resposta tem sua razão de ser.

Você poderia pegar a senhora doente. Ficaria com a consciência tranquila. Ou você pegaria o médico, porque ele, uma vez, salvou sua vida. Seria a chance perfeita para demonstrar sua gratidão. No entanto, você poderia fazer isso em uma outra ocasião.

Mas talvez não pudesse encontrar mais o amor da sua vida se deixasse passar essa chance...
Um dos 200 candidatos deu uma resposta que foi decisiva para a sua contratação. E ele nem precisou explicar sua resposta.

O que ele disse?

Adivinha?


Ele simplesmente respondeu:

  
“Daria a chave do carro para o médico. Deixaria ele levar a senhora doente para o hospital e ficaria esperando pelo ônibus com a mulher dos meus sonhos.”


Às vezes, ganharíamos muito mais
se estivéssemos dispostos a abrir mão de nossas teimosas limitações.


Nenhum comentário:

Postar um comentário