segunda-feira, 21 de abril de 2014

Textos variados

Os sapos

(Arriscar, às vezes, é a melhor coisa a se fazer.)


Existem três sapos na beira de um lago, e um deles decide pular da beira para a água. Quantos sapos restam na beira do lago?

A resposta certa é: Restam três sapos. Porque o sapo apenas decidiu pular na água. Ele não fez isso.

Nós não somos como sapo muitas vezes? Que decide fazer isso, fazer aquilo, mas, ao final, acabamos não fazendo nada? Na vida, temos que tomar muitas decisões. Algumas fáceis; algumas difíceis.

A maior parte dos erros que cometemos não se deve às decisões erradas, mas sim, às indecisões. Temos que viver com as consequências das nossas decisões. E isto é arriscar. Tudo é arriscar. Ser feliz é a consequência de muitos riscos.



HOJE
  
“Nada lhe pertence mais que seus sonhos.”
                                                                     (Nietzsche)


Existem dois dias em qualquer semana
em que não devemos nos preocupar.
Dois dias em que devemos estar livres
do medo e da apreensão.
Um deles é o Ontem...
com seus erros e cuidados,
seus pecados e tropeços,
seus obstáculos e dores.
Ontem passou para sempre.
Está fora de nosso controle.
Todo o dinheiro do mundo
não trará de volta o dia de ontem.
Não podemos desfazer certos atos
ou retirar uma palavra que dissemos.
Ontem já se foi.

Outro dia com que não devemos
nos preocupar é o Amanhã...
com seus adversários impossíveis,
suas responsabilidades,
suas promessas esperançosas
e realização pequena.
Amanhã o sol nascerá em esplendor
ou por trás da máscara das nuvens,
mas nascerá.
E até que ele faça isto
não ancoraremos no amanhã
porque ele ainda é desconhecido.

Isto nos deixa apenas um dia: Hoje.
Qualquer pessoa pode lutar numa batalha
apenas por um dia,
e só quando aumentarem
as responsabilidades de ontem
e de amanhã é que nós caímos.
A tristeza vem não da experiência de hoje,
mas da culpa e da amargura
por algo que aconteceu
ontem e pelo medo que
o amanhã possa trazer.


(“Hoje”, - autor desconhecido – tradução: Rita Amaral)


Nenhum comentário:

Postar um comentário