sexta-feira, 2 de maio de 2014

A arte de receber um credor



Molière

Na comédia de Molière, Don Juan, um aristocrata é devedor relapso de Monsieur Dimanche, um simples comerciante. Finalmente, Monsieur Dimanche vai à casa de Don Juan para reclamar seu dinheiro. Após fazê-lo esperar pensando até em não recebê-lo, Don Juan se reavisa, manda entrar Monsieur Dimanche, e desenvolve-se então entre eles o seguinte diálogo:


Don Juan (cobrindo seu visitante de honrarias) - Ah! Monsieur Dimanche, aproxime-se. Como estou feliz de revê-lo! E como vou castigar meus servidores por tê-lo feito esperar.

Monsieur Dimanche - Estou-lhe muito grato.

Don Juan (dirigindo-se a seus servidores) - Por Deus, marotos! Vocês se atrevem a fazer esperar Monsieur Dimanche! Vou lhes ensinar a respeitar as pessoas.

Monsieur Dimanche - Não é nada.

Don Juan (a Monsieur Dimanche) - Como! Dizer que não estou a Monsieur Dimanche, ao melhor de meus amigos!

Monsieur Dimanche - Sou-lhe muito grato. Vim...

Don Juan - Vamos rápido, vós outros! Um assento digno de Monsieur Dimanche. Retirem esta cadeira, e aproximem uma poltrona.

Monsieur Dimanche - Não há necessidade. Vim para lhe dizer apenas...

Don Juan - Monsieur Dimanche, o senhor tem boa saúde?

Monsieur Dimanche - Sim, graças a Deus. Vim para...

Don Juan - O senhor manifesta de fato uma saúde básica admirável. Lábios frescos. Pele corada. E que olhos vivos!

Monsieur Dimanche - Agradeço, senhor. Gostaria...

Don Juan - Como vai a senhora Dimanche, sua esposa?

Monsieur Dimanche - Muito bem, graças a Deus. Vim...

Don Juan - É uma grande dama.

Monsieur Dimanche- Para servi-lo, senhor. Vim...

Don Juan - E sua filhinha Claudine, como vai?

Monsieur Dimanche - Vai bem, obrigado.

Don Juan - Oh! a graciosa menina! Gosto dela do fundo do coração.

Monsieur Dimanche - O senhor está fazendo-lhe muita honra. Queria...

Don Juan - E o pequeno Colin? Continua a fazer muito barulho com seu tambor?

Monsieur Dimanche - Ele não muda. Eu vim...

Don Juan - Não se surpreenda que me informe sobre toda a família. Tenho muito afeto para todos vocês.

Monsieur Dimanche - Somos-lhe todos muito gratos. Eu queria...

Don Juan - E tudo isso sem interesse algum, pode ficar certo.

Monsieur Dimanche - Não mereço tanto. Mas, senhor...

Don Juan - O senhor merece tudo. Quer jantar comigo, Monsieur Dimanche?

Monsieur Dimanche - Não posso, senhor. Minha família me espera. Queria apenas...

(Don Juan se levanta) - Olá! Pessoal! Uma chandela, e acompanhem todos Monsieur Dimanche.

Monsieur Dimanche - Não há necessidade, senhor. Posso ir só. Mas...

(Os servidores retiram as poltronas rapidamente)

Don Juan - Que nada! Quero que o senhor seja acompanhado. Tenho o maior interesse em seu conforto. Pois sou seu servidor e amigo, e, ademais, sou seu devedor. Repito-o a todos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário