quarta-feira, 14 de maio de 2014

Frases retiradas de registros oficiais em Portugal





"Foi este o mesmo nariz que você partiu quando era criança?"

"Então, doutor, não é verdade que quando uma pessoa morre durante o sono, na maioria dos casos ela o faz de maneira calma e não dá conta de nada até à manhã seguinte?"

"O que aconteceu depois?"
"Ele disse-me: Tenho que te matar porque você pode identificar-me no tribunal."
"E ele matou-o?"

"Foi você ou seu irmão que morreu na guerra?"

"O filho mais jovem, o de 20 anos, quantos anos é que ele tem?"

"O que significa a presença de esperma?"
"Significa relação consumada."
"Esperma masculino?"
"É o único que eu conheço."

"Há quanto tempo você é americano?"

"Você tem filhos ou coisa do gênero?"

"Vou mostrar-lhe a Prova 3 e peço que reconheça a foto."
"Este sou eu."
"Você estava presente quando esta foto foi tirada?"

"Você estava presente a este tribunal esta manhã quando fez o juramento?"

"Então, senhor Joaquim, como acabou o seu casamento?"
"Por morte."
"E ele acabou pela morte de quem?"

"Há quanto tempo você está grávida?"
"Vou completar 3 meses no dia 8 de novembro."
"Então, aparentemente, a data da concepção foi 8 de Agosto."
"Sim."
"E o que é que você estava a fazer?"

"Senhora Manuela, a senhora considera-se emocionalmente equilibrada?"
"Eu era."
"E quantas vezes é que a Senhora cometeu suicídio?"

"Quer dizer que, quando você voltou, você tinha saído?"

"Ela tinha 3 filhos, certo?"
"Sim."
"Quantos meninos?"
"Nenhum."
"Tinha alguma menina?"

"Você não sabe o que era, nem com o que se parecia, mas você pode descrever?"

"Você disse que a escada descia para o porão. Essa escada também subia?"

"O senhor está qualificado a apresentar uma amostra de urina?"
"Sim, desde criancinha."

"O senhor lembra-se aproximadamente a hora em que examinou o corpo do Sr. Antônio?"
"Foi à noite. A autópsia começou por volta das 20h30min."
"E o Sr. António estava morto naquele momento, certo?"
"Não, seu idiota estúpido! Ele estava sentado na mesa a tentar imaginar por que é que eu o estava a autopsiar!"

"O acusado, defendendo-se a si próprio:
"Conseguiu ver bem a minha cara quando lhe tirei a mala?" 10 anos de prisão.

Advogado: "Esta myasthenia gravis, ela afecta a sua memória?
Testemunha: "Sim."
Advogado: "Mas afecta como?"
Testemunha: "Não me lembro!"
Advogado: "Não se lembra... Mas pode-nos dar um exemplo de algo que se tenha esquecido recentemente?"

Advogado: "Quantos anos tem o seu filho, aquele que vive consigo?"
Testemunha: "Trinca e oito... ou trinta e cinco, não me lembro bem..."
Advogado.: "Á quanto tempo vive consigo?"
Testemunha: "Á quarenta e cinco anos"

Advogado: "Qual foi a primeira coisa que o seu marido disse quando acordou nessa manhã?"
Testemunha: "Ele disse: Onde estou, Cátia?"
Advogado: "E por que razão isso a chateou?"
Testemunha: "O meu nome é Susana!"

Advogado: "Senhor agente policial, quando perseguia o arguido, tinha as luzes de emergência do seu carro a piscar?"
Testemunha: "Sim."
Advogado: "O arguido disse alguma coisa quando saiu do carro?"
Testemunha: "Sim, senhor."
Advogado: "E o que foi que ele disse?"
Testemunha: "Em que raio de discoteca eu estou!?"

Advogado: "Senhor, pode-nos dizer qual o seu QI?"
Testemunha: "Bom, vejo tudo perfeitamente, acho eu..."

"A que distância se encontravam os veículos no momento da colisão?"

Advogado: "Bom, estou certo que é um homem inteligente e honesto."
Testemunha: "Obrigado. Se não estivesse sobre juramento, retribuía-lhe o elogio."

"Esteve lá até ter saído, certo?"

"Não havia mais ninguém, ou estava sozinho?"

Nenhum comentário:

Postar um comentário