terça-feira, 6 de maio de 2014

Histórias Equivocadas da Vida Real – 5




Þ Opinião do técnico brasileiro Sebastião Lazaroni sobre Maradona, que já fez gol e evitou gol com a mão:
- Ele é mesmo um bom jogador. Ataca com a mão esquerda e defende com a direita

Þ Entrevistaram Ananias, jogador do futebol pernambucano: quais são seus prognósticos para o campeonato regional?
- Olha, prognóstico eu só dou quando acabar o jogo. Antes não me arrisco.

Þ Nos anos 20 (e em qualquer época) jogador de futebol pulava o muro da concentração e ia encher a cara na noite. Por isso, Carlito Rocha, no comando da seleção do Estado do Rio em 1943, depois de cada treino mandava distribuir manga aos atletas. Em seguida, reunia todos e avisava:
- Cuidado, manga com cachaça mata!

Þ Ayrton Senna era talvez o melhor de todos os pilotos em pista molhada. Nélson Piquet, adversário e desafeto, tinha pavor:
- Quem gosta de água é pato.

Þ Uma definição de Garrincha, feita pelo lateral esquerdo Nilton Santos:
- Não é que ele fingisse ir por um lado e fosse por outro. Ele insinuava que ia por um lado e ia por lá mesmo.

Þ A vitória do Botafogo sairia com certeza da execução da tática que o técnico Gentil Cardoso mostrava no quadro-negro, com pontos e traços para todo lado.
Garrincha, então, perguntou:
- O senhor combinou tudo isso com o outro time?

Þ Um repórter pede que Garrincha dê um adeus ao microfone.
Garrincha:
- Adeus, microfone.

Þ Irritado com o juiz, com o adversário e sabe-se lá com quem mais, ao final do jogo, Oscar definiu-se:
- Tem gente que joga basquete porque é grande. Eu jogo porque gosto!


Þ Londres, Inglaterra, Copa do Mundo de 1966, Manga, o goleiro, comprou um lindo rádio portátil. Garrincha pergunta ao goleiro: “Quanto você pagou pelo rádio?” Manga responde: “Paguei 50 dólares. Uma barbada.” Garrincha adverte: “E você sabe falar língua de gringo? Liga o rádio pra você ouvir.” Manga liga o rádio e todas as estações só falam em inglês. Acabou vendendo o rádio ao Garrincha por 10 dólares para evitar um prejuízo maior.


Nenhum comentário:

Postar um comentário