segunda-feira, 5 de maio de 2014

Morte e Vida Severina

(João Cabral de Melo Neto)



João Cabral de Melo Neto por Baptistão


No ano de 1968, o poema dramático “Morte e Vida Severina” foi musicado por Chico Buarque de Holanda e encenado no TUCA (Teatro da Universidade Católica de São Paulo). Em 1982, foi lançado na televisão “Morte e Vida Severina” com direção de Walter Avancini, ganhando vários prêmios internacionais.

Cena 8: A revolta dos trabalhadores

Um grupo de trabalhadores do eito passa levando um companheiro para a sepultura. A miséria, a escravidão, a morte Severina desfilam diante do Severino através da raiva e da revolta que vão surgindo nos cantos dos trabalhadores:

(Poema cantado)

- Essa cova em que estás,
com palmos medida,
é a conta menor
que tiraste em vida.

- É de bom tamanho,
nem largo nem fundo,
é a parte que te cabe
deste latifúndio.

- Não é cova grande,
é cova medida,
é a terra que querias
ver dividida.

- É uma cova grande
para teu pouco defunto,
mas estarás mais ancho
que estavas no mundo.

- É uma cova grande
para teu defunto parco,
porém mais que no mundo
te sentirás largo.

- É uma cova grande
para tua carne pouca,
mas a terra dada
não se abre a boca.

(Poema declamado)

- Viverás, e para sempre,
na terra que aqui aforas:
e terás enfim tua roça.

- Aí ficarás para sempre,
livre do sol e da chuva,
criando tuas saúvas.

- Agora trabalharás
só pra ti, não a meias,
como antes em terra alheias.

- Trabalharás uma terra
da qual, além de senhor,
serás homem de eito e trator.

- Trabalhando nessa terra,
tu sozinho tudo empreitas:
será semente, adubo, colheita.

- Trabalharás numa terra
que também te abriga e te veste:
embora com o brim do Nordeste.

- Será de terra
tua derradeira camisa:
te veste, como nunca em vida.

- Será de terra
a tua melhor camisa:
te veste e ninguém cobiça.

- Terás de terra
completo agora o teu fato:
e pela primeira vez, sapato.

- Como és homem,
a terra te dará chapéu:
fosses mulher, xale ou véu.

- Tua roupa melhor
será de terra e não de fazenda:
não se rasga nem se remenda.

- Tua roupa melhor
e te ficará bem cingida:
como roupa feita à medida

(...)


Nenhum comentário:

Postar um comentário