quinta-feira, 8 de maio de 2014

Os nomes de Porto Alegre



Açorianos chegando a Porto Alegre por FCarlos

 Porto de Viamão (por volta de 1730)

 Porto dos Dorneles (por volta de 1740)

 Porto dos Casais (por volta de 1752)

 Porto de São Francisco dos Casais (1772)

 Nossa Senhora Madre de Deus de Porto Alegre (1773)

 Vila de Nossa Senhora Madre de Deus de Porto Alegre (1809)

 Cidade de Porto Alegre (1822)

 Leal e Valorosa Cidade de Porto Alegre (a partir de 1841)

Porto Alegre

Até hoje não houve consenso sobre a origem do nome de Porto Alegre. Alguns historiadores afirmam que a excelente localização e o encantamento dos morros inspiraram a denominação. Existe a versão perpetuada pelo historiador Walter Spalding, de que o coronel José Marcelino de Figueiredo (fundador de Porto Alegre) teria se inspirado na Portalegre (uma só palavra) do Alto Além Tejo, em Portugal, cidade mítica, marco da resistência nas lutas contra os hispanos no século 14. Segundo o historiador, mesmo não sendo desta região, Marcelino quis homenagear a lendária resistência. Portanto, o nome seria uma “inspiração patriótica portuguesa”.

O Brasão

O título de “Leal e Valorosa Cidade de Porto Alegre” é o reconhecimento do Império pelas ações dos legalistas na retomada da capital, em junho de 1836. O original, de 19 de outubro de 1841, grafava “valorosa”, mas, por erro do secretário da Câmara, repetido depois por certos escritos históricos, o arcaísmo “valerosa”, estampado acima do brasão, foi perpetuado. O brasão mostra a Cruz de Malta, que indica a origem portuguesa, o Portão Simbólico, que lembra resistência, e nau Nossa Senhora da Alminha, que trouxe os primeiros açorianos para a nossa cidade.

Leal e Valorosa: Título nobiliárquico que Dom Pedro II outorgou a Porto Alegre pela sua fidelidade ao trono português.


 Listel de Gole: carregado das letras de prata recorda o heroísmo da nossa gente nas lutas políticas e sociais.

 A Coroa Mural de Ouro: de cinco torres significa cidade grande, cidade cabeça, capital.

 A Cruz de Malta indica origem portuguesa da cidade.

 O Portão Simbólico que lembra resistência.

 A Nau Nossa Senhora da Alminha que trouxe os primeiros açorianos a Porto Alegre.

As cores


(Conjunto de esmalte e metais)

O ouro: (com a Cruz de Malta) → Símbolo da fidelidade.

O azul: (com o Portão Simbólico) → É o céu sereno do Rio Grande do Sul.

O verde: (com a Caravela) → As Campinas verdejantes do solo sagrado gaúcho.

O vermelho: (do Listel de Gole) → Significa fé e amor.

O prata: (da frase) → Significa a seriedade de nossa gente.

O criador

O Brasão de Porto Alegre foi criado por Francisco Bellanca, em 19 de outubro de 1841, e aprovado pela Lei nº 1030, de 22 de janeiro de 1953.

O Hino de Porto Alegre

(Autor Breno Outeiral – Decreto nº 8451, de 24.07.l984)

Porto Alegre “Valerosa”
Com teu céu de puro azul
És a joia mais preciosa
Do meu Rio Grande do Sul.

Tuas mulheres são belas
Têm a doçura e a graça
Das águas, espelho delas,
Do Guaíba que te abraça.

E quem viu teu sol poente
Não esquece tal visão
Quem viveu com tua gente
Deixa aqui seu coração.





Nenhum comentário:

Postar um comentário