quarta-feira, 8 de outubro de 2014

O Melhor de Hagar, o Horrível



Hagar: - Eu preciso de um “braço direito forte”.
Eddie: - Que tal eu?
Hagar: - Você? Você é um homem de decisão? Um homem que pode dizer rapidamente “sim” ou “não”?
Longa pausa.
Eddie: - Poderia repetir a pergunta?

**********


Hagar: - Ficar olhando pra todas essas estrelas faz você pensar, não faz?
Eddie: - Faz sim... Sobre o quê?

**********

Helga: - Você sabia que dá azar botar a roupa de baixo ao avesso?
Hagar: - Mesmo? Eu nunca ouvi falar nisso.
Eddie: - Nem eu. O que é mesmo roupa de baixo?

**********

Helga: - Agora se lembre, Hamlet, meu filho, é muito importante que você escove os dentes e use sempre cuecas limpas.
Hamlet: - Pai, você usa cuecas limpas?
Hagar: - Cuecas?

**********

Hagar: - Eddie, fique alerta agora! Estas águas são perigosas!
Eddie: - Não se preocupe.
Hagar: - Antes que eu vá; você gostaria de uma bebida quente?
Eddie: - Não, obrigado. Isso sempre me tira o sono.

**********

Honi: - Papai e mamãe, este é o meu amado Lute.
Lute: - Oi, caras! ...Deixem de formalidades pra lá... Sintam-se em casa... Passa os nabos.
Hagar: - E traz o meu machado, o grande!

**********

Hagar: - Doutor Zook, eu estou preocupado com o meu filho Hamlet – Ele corta o cabelo, estuda livros e se lava muito... Isso é doença?
Zook: - Bem, eu tenho boas notícias pra você... não é hereditário!

**********

Hagar: - Por que o senhor guarda essa caveira, doutor Zook?
Zook: - Ah, eu acho que sou apenas um velho de coração mole... Ele foi o meu primeiro paciente.

**********

Zook: - Olho de lagartixa, pelo de esquilo, asa de morcego e isso e aquilo. Agora goela abaixo!
Hagar: - Eu odeio comida de hospital!

**********


Hagar: - Garçom, eu quero rum e você?
Amigo: - Na herança global; eu alego “nolo contendere”, mas declaro como parte interessada na primeira parte da aquisição.
Hagar: - Meu advogado também vai beber rum.

Tiras







Nenhum comentário:

Postar um comentário