quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Reflexões sem dor

Millôr Fernandes


Millôr Fernandes por Loredano


Þ Quando uma aeromoça manda apertar o cinto, muito bem. Mas quando quem manda é o ministro da fazenda?

Þ O preço da liberdade é a eterna vigilância. Por isso é que os serviços de vigilância estão cada vez mais caros.

Þ Tinha tanto medo de tomar posição que, quando rezava pedia: “Nos daí hoje o pão nosso de cada dia que o diabo amassou.”

Þ Um homem está definitivamente velho quando aponta para o próprio sexo e diz: “Isto é um símbolo fálico.”

Þ Nascer estadista em país subdesenvolvido é como nascer com talento de violinista numa tribo que só conhece percussão.

Þ Que os animais mereçam tratamento mais humano, ainda é discutível; nós é que não podemos continuar nessa vida de cachorro.

Þ Nunca bata num homem caído, a não ser que você tenha absoluta certeza de que ele não pode se levantar.

Þ Se você for muito bem sucedido no crime, pode até transformar-se num homem de bem.

Þ Uma coisa que decididamente não existe no esporte – espírito esportivo.

Þ Para diminuir o número de acidentes de automóvel, ou se proíbe aos motoristas o consumo de bebidas alcoólicas ou se proíbe aos bêbados a compra de gasolina.

Þ Uma coisa eu garanto como candidato: se vocês votarem em mim, dentro de um ano estarão profundamente arrependidos.

Þ Eu e ela nascemos na mesma data, portanto ela é cinco anos mais nova do que eu.

Þ Para mim as dívidas são sagradas. Quando alguém me empresta dinheiro, Deus lhe pague.

Þ Não liderou nada na vida a não ser o pequeno grupo que o levou à última morada.

Þ As escrituras se enganaram. Não vai haver o Dia do Juízo Final. O que está se aproximando e o Dia da Falta de Juízo Final.

Þ Os pobres ficam com as dívidas; os ricos, com os dividendos.

Þ Quando você começar a duvidar da sua mulher é porque não há a menor dúvida.

Þ Por que é que o motorista da frente guia sempre mais devagar do que nós e o de trás sempre mais depressa?

Þ Todo dia de manhã a gente se levanta e sai de casa. Até chegar o dia em que a gente sai de casa sem se levantar.

Þ Era a cara escarrada do pai, sobretudo quando estava resfriado.

Þ Um país só tem autoridade para entrar numa conferência de desarmamento se estiver muito bem armado.

Þ Precisamos de reformas drásticas, que deixem tudo exatamente como está.

Þ O país que precisa de salvador não merece ser salvo.

Þ Quem se mata de trabalhar merece morrer mesmo.

Þ O desgraçado do cara que me meteu nas maiores encrencas da vida fui eu mesmo.

Þ Paz na terra aos homens de boa vontade. Isto é, paz para muito poucos.

Þ Só há duas espécies de patifes: os que admitem ser, e nós.

Þ O que um crítico de cinema mais adora é escrever sobre filmes que detesta.

Þ Hoje, a etiqueta internacional consiste apenas em saber que garfo ou faca você deve enfiar nas costas do interlocutor.

Þ O dinheiro não só fala como faz muita gente calar a boca.

Þ O preço da fidelidade é a eterna vigilância.

Þ Porque as mulheres se preocupam tanto com as roupas, se os homens só as desejam sem?

Þ Em toda parte aonde vamos só se vê sexo. É sexo no cinema, sexo no teatro, sexo nas revistas, sexo na publicidade. Se a censura não tomar uma ação enérgica, vamos acabar com sexo até na cama.

Þ Se o reino dos céus é dos pobres de espírito, então, meu Deus, o Brasil é um paraíso.

Þ Queridinho é nome de solteiro do marido.

Þ Hoje em dia, a única família que permanece unida é aquela que mora num quarto-e-sala conjugado.

Þ Que coisa difícil é a gente se livrar de uma mulher fácil.

Þ Ser pobre não é crime, mas ajuda pra burro a chegar lá.

Þ O consumidor nem sempre é um idiota – às vezes o consumidor é a tua mulher e o idiota é você.

Þ Como dizem os americanos: a diferença fundamental é que nossas bases são todas defensivas e as deles são agressivas.

Þ Nada é certo neste mundo – a não ser o telefone tocar quando você está sozinho em casa e acabou de sentar no vaso.

Þ E como dizia D. Pedro I, acordando de ressaca no dia 8: “Eu ontem proclamei o quê?”

Þ Os Dez Mandamentos nunca impediram nada. Mas deram cada ideia!

Þ E como dizia o bom cardiologista: “O coração tem reações que a razão desconhece.”

Þ Era um realista: exigia injustiça social pra todos.

Þ Descoberto, afinal! O câncer não é uma doença: é uma indústria.

Þ Radical é o sujeito que, ao primeiro sinal de um resfriado, toma a extrema-unção.

Þ Todo dia leio cuidadosamente os avisos fúnebres dos jornais; às vezes a gente tem surpresas agradabilíssimas.

Þ Nunca deixe para amanhã o que pode deixar hoje.

Þ Fofoca a gente tem que espalhar rápido porque pode ser mentira.

Þ A principal qualidade do grande homem é estar morto.

Þ Se todos os homens recebessem o que merecem, ia sobrar dinheiro no mundo.

Þ A nova geração, pra saber o que é virgindade, basta ir ao dicionário.

Þ Me deem mil atos de absoluta moralidade e eu construirei um bordel.

Þ Por que será que quando a gente liga um número enganado ele nunca está ocupado?

Þ Se você não pode realizar seus sonhos realize ao menos os seus pesadelos.

Þ Quando alguém diz que você é exatamente como ele imaginava, não pergunte como ele imaginava.

Þ Todo mundo leva pau no exame de consciência.

Þ Ninguém é dono da verdade, mas a mentira tem acionista à beça.

Þ Errar é humano. Mas escolher erro cuidadosamente planejado por uma equipe de trabalho, só mesmo o vosso governador.

Þ Ora, a esperança não é pra ser atingida! ‘E só pra ser esperada.

Þ Burocrata é um conservador que domina a esquerda e a direita.

Þ No Brasil jamais haverá um Watergate. Para controlar os telefones é preciso, antes de tudo, fazer com que eles funcionem.

Þ Brasileiro só rouba em legítimas de defesa.

Þ Não, meu filho eles não estão dizendo nada. Estão apenas usando sinais semânticos, semiológicos, para exprimir convenções semafóricas com objetivos subliminares.

Þ Para mim o divórcio é apenas uma maneira de ocultar o problema real. Temos que lutar é pelo celibato indissolúvel.

Þ Eu não me importo de engolir sapos desde que sejam gratiné sauce bearnaise.

Þ Bem, eu sabia que todos os homens tinham um preço. Meu erro foi achar que havia um teto mínimo.

Þ Se o país continuar desse jeito vão acabar tendo que apelar para a competência.

Þ No Brasil, 70% da população morrem por falta de médicos. Os outros 30% morrem nas mãos dos médicos.

Þ É quase impossível explicar pros estrangeiros as extraordinárias sutilezas da nossa nacionalidade.

Þ Quando o cara diz que fala por experiência é porque ainda não adquiriu experiência pra calar a boca.

Þ Há muitas formas de ser útil ao país. Uma delas é se locupletar discretamente.

Þ Brasil, um país em que até o ponto facultativo é obrigatório.

Þ Tá vendo, papai? Se eu não tivesse estudado tanto também já podia ser apresentador de televisão!

Þ O pior é que essa gente toda já está com rigidez cadavérica muito antes de morrer.

Þ O cara que procura encrenca cada vez tem que andar menos.

Þ Eu não pio. Mas também não cocorico.

Þ A pobreza não é necessariamente vergonhosa. Há muito pobre sem-vergonha.

Þ “Na hora da borrasca não se muda o timoneiro!” Mas quem foi que disse que estava chovendo?

Þ Um planejador econômico é um sujeito que pode não resolver o problema, mas explica muito bem a confusão.

Þ Todos nós ansiamos pra ver 2012 pelas costas. O diabo é como será 2013 de frente.

Þ No Brasil, as únicas portas que estão realmente abertas a toda população de baixa renda, são as portas da cadeia.

Þ Um morto é um cara que desconhece a sabedoria de viver.

Þ As galinhas que engolem relógios de pulso não põem ovos na hora certa.

Þ Os cavalos não apostam nos homens.

Þ País cheio de sol e praias, aqui todo trabalho é trabalho forçado.

Þ O que me chateia na maioria dos movimentos revolucionários é que eles têm muito mais profetas do que seguidores.

Þ O dinheiro não é tudo. Tudo é a falta de dinheiro.

Þ Também não sou um homem livre. Mas muito poucos estiveram tão perto.

Þ Pobre vive é de teimosos: se tem pão falta a manteiga, se tem feijão falta arroz, se tem mulher não tem casa, se tem casa logo casa.

Þ E que fique bem claro: nenhum brasileiro é contra o roubo. Somos apenas contra ser roubados.

Þ Já estou vendo pus no fim do túnel.

Þ Roube ainda hoje! Amanhã pode ser ilegal.

Þ Collor é um gênio. Deu ao povo uma coroa de espinhos, e ainda ficou com os trinta dinheiros.

Þ O preço da fortuna é a eterna roubalheira.

Þ Todo gesto honesto causa prejuízo.

Þ Essa gente que fala o tempo todo contra a corrupção está apenas cuspindo no prato em que não comeu.

Þ De madrugada, o melhor amigo do homem é o cachorro-quente.

Þ O cara que gosta de arranjar encrenca cada vez tem que andar menos.

Þ O maior teste da dignidade é um trambolhão.

Þ Se eu não soubesse o valor do dinheiro não vivia botando ele fora.

Þ A ostra pode ser pai num ano e mãe no outro. Andrógino é isso aí. O resto é bicha mesmo.

Þ Quem se mata de trabalhar merece mesmo morrer.

Þ Antes de entregar sua declaração de Imposto de Renda verifique bem se você omitiu tudo.

Þ Uma linda mulher de quarenta anos: cara e coroa.

Þ Televisão - um veículo eletrônico com tração animal.

Þ Quando muita gente insiste muito tempo em que você está errado, você deve estar certo.

Þ Tempo é dinheiro. Contratempo é nota promissória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário