terça-feira, 15 de setembro de 2015

Pilcha masculina atual




Bombacha: Calça de origem turca, usada pelos pobres na Guerra do Paraguai. Necessariamente de cós largo, sem alças para a cinta e com dois bolsos grandes nas laterais.

Camisa: Com padrão liso ou riscado e gola esporte ou social. Geralmente de mangas longas e com cores sóbrias ou claras.

Lenço: Sempre atado ao pescoço, podendo ter várias cores. No passado teve conotações políticas, por exemplo: vermelho para maragatos, branco para chimangos. Existem tipos diferentes de nós.

Poncho: Espécie de capa de lã ou outro tecido grosso. Tem formato arredondado e, geralmente, é forrado de baeta vermelha.

Alpargatas: Sapatos feitos com lona e solado de corda, sem salto, tipo chileno. Este calçado começou a ser comercializado na Argentina, na década de 70 do século passado, por um e espanhol basco. As alpargatas eram utilizadas no trabalho rural, nos veraneios e nas casas como substituto dos chinelos. Hoje são usadas para qualquer ocasião pelos tradicionalistas e pela população urbana em geral.

Bota: Dos mais variados tipos: de cano mole, longo ou médio. Só é vetado o uso de botas brancas.

Guaiaca: Espécie de cinta para guardar moedas, palhas e fumo, cédulas, relógio e até pistola.

Tirador: Espécie de avental de couro, sem enfeites, usado somente para o trabalho.

Esporas: Peças de metal adaptadas nas botas, servem para a montaria. Existem dois tipos: a espora nazarena, com cinco ou seis pinos agudos, e a espora chilena, que tem o formato de serrilha circular.

Chapéu: O mais característico é o de feltro, que apresenta grande variação de modelos em cada região do Estado.

Faixa: Tira de pano, preferencialmente de seda, usada na cintura com o propósito de prender a bombacha.




Nenhum comentário:

Postar um comentário