quinta-feira, 21 de abril de 2016

Decálogos variados


Decálogo do Advogado


01. Estuda - O direito se transforma constantemente. Se não seguires seus passos, serás cada dia um pouco menos advogado;

02. Pensa - O direito se aprende estudando, mas se exerce pensando;

03. Trabalha - A advocacia é uma área de fadiga posta a serviço da justiça;

04. Luta - Teu dever é lutar pelo Direito, mas no dia em que encontrares o Direito em conflito com a Justiça, lute pela Justiça;

05. Sê leal - Leal para com teu cliente, a quem não deves abandonar até que compreendas que é indigno de ti. Leal com o adversário, ainda mesmo que ele seja desleal contigo. Leal para com o juiz, que ignora os fatos e deve confiar no que tu dizes e que, quanto ao direito, vez por outra, deves confiar no que tu lhe invocas;

06. Tolera - Tolera a verdade alheia na mesma medida em que seja tolerada a tua;

07. Tem paciência - O tempo se vinga das coisas que se fazem sem a sua colaboração;

08. Tem fé - Tem fé no direito, como o melhor instrumento para a convivência humana; na justiça, como destino normal do direito; na paz, como substituto da justiça; e, sobretudo, tem fé na liberdade sem a qual não há direito, nem justiça, nem paz;

09. Esquece - A advocacia é uma luta de paixões. Se, em cada batalha, fores enchendo a tua alma de rancor, chegará um dia em que a vida será impossível para ti. Terminado o combate, esquece logo tua vitória, como, também, tua derrota;

10. Ama tua profissão - Trata-se de considerar a advocacia de tal maneira, que, no dia em que teu filho lhe peça conselho sobre o seu destino, consideres uma honra para ti, propor-llhe que se torne Advogado...

Decálogo do bom aluno


Aluno engana a si próprio ao se distrair das explicações do professor

01. Prepare seus materiais para a aula, com antecedência. A organização prévia é uma forma de não esquecer os materiais, trabalhos e tarefas de casa.

02. Seja um aluno participativo nas aulas. Dessa forma você reflete sobre os conteúdos vistos, criando consciência crítica e desenvolvendo sua forma de se comunicar.

03. Não converse durante as aulas. O aluno que conversa se distrai, perdendo as explicações dos professores, além de mostrar falta de motivação diante dos estudos. Esse tipo de aluno não é bem visto pelos professores e colegas de turma que são mais interessados.

04. Estude todos os dias, revise as matérias das aulas assistidas, reserve pelo menos quinze minutos por matéria. Dessa forma você fixa melhor os conteúdos vistos no dia.

05. Faça todas as tarefas de casa, bem como exercícios complementares. A mente funciona melhor quando é estimulada. A ociosidade torna o cérebro lento e preguiçoso.

06. Entregue os trabalhos nos dias marcados pelos professores. Agende suas obrigações e cumpra com elas, mostrando responsabilidade e compromisso.

07. Seja líder, dê ideias que visem maior comprometimento e envolvimento dos alunos. Dessa forma você estará mantendo um bom contato social com os professores.

08. Compartilhe seus conhecimentos com colegas que apresentam alguma dificuldade. Quando você explica um conteúdo para alguém está fazendo uma revisão do mesmo e reforçando o seu aprendizado.

09. Não leve dúvidas para casa. Se você não conseguiu entender um conteúdo dado em sala, ficará muito mais difícil conseguir entendê-lo sozinho, em casa; diga claramente ao professor que não entendeu a matéria.

10. Após as provas, esclareça as dúvidas das questões que não conseguiu resolver. Dessa forma você eliminará os exercícios nos quais não obteve sucesso.

Por Jussara Barros

Decálogo da Marginalidade


01. Comece na infância a dar a seu filho tudo o que ele quiser. Assim, quando ele crescer, acreditará que o mundo tem obrigação de lhe dar tudo o que deseja.

02. Quando ele disser nomes feios, ache graça. Isso fará com que ele se considere interessante.

03. Nunca lhe dê orientação religiosa. Espere até que ele fique “de maior” e decida por si mesmo.

04. Apanhe tudo o que ele deixar jogado: livros, sapatos, roupas... Faça de tudo por ele, para que aprenda a jogar nos outros toda a responsabilidade pelos seus atos.

05. Discuta com frequência na presença dele. Assim, não ficará muito chocado quando o lar se desfizer mais tarde.

06. Dê-lhe todo o dinheiro que ele precisar. Nunca o deixe ganhar seu próprio dinheiro. Porque ele não tem que passar pelas mesmas dificuldades que você passou.

07. Satisfaça todos os seus desejos de comida, bebida, conforto. Negar pode acarretar frustrações prejudiciais.

08. Tome o partido dele contra vizinhos, professores, policiais... Todos têm má vontade para com seu filhinho.

09. Quando se meter em alguma encrenca séria, dê essa desculpa: nunca consegui dominá-lo.

10. Nunca converse com ele. Obrigue-o acatar sempre as suas vontades e decisões. Assim ele nunca aprenderá o valor do diálogo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário