segunda-feira, 2 de maio de 2016

Como causar impacto numa reunião



Antes de entrar no assunto, perca bastante tempo nos preâmbulos. É uma forma infalível de confundir o auditório logo de saída. Por exemplo:

“Senhoras e senhores, irei direto ao Xis do problema. Como sabem, dou valor ao seu tempo, meu tempo, nosso tempo. O tempo é nosso bem mais precioso.”

“Serei breve. Nada de rodeio. Nada de circunlóquios. Vamos direto aos fatos. Sempre fui pela concisão. Não sou de jogar conversa fora.”

“Serei rápido e rasteiro, sempre digo, de modo que falarei sem delongas. Sou pela simplicidade e objetividade e contra seu oposto. Muita gente gosta de complicar as coisas, com floreios e filigranas.”

“Se algo não estiver claro, por favor, me interrompam. Aparte, levante a mão, fique de pé, diga o que está pensando. Pensando bem, não é preciso ficar de pé, afinal, isso aqui não é uma sala de aula.”

“Se há uma coisa que detesto é um orador prolixo. Que parece embalado pelo som da própria voz e não sabe quando parar, não é? Continua falando, falando, falando.”

“Sou um homem de poucas palavras. Dou a minha opinião e pronto, Digo o que é, de onde venho e para onde vamos. Em suma, sou contra redundâncias. Por isso sou um homem de poucas palavras.

Como deixar uma pergunta sem resposta

Nunca ofenda sua plateia fugindo das perguntas. Pese bem as questões, faça uma avaliação. Mostre o quanto se interessa por elas. A falta de uma resposta não deverá ser empecilho para que dê uma de qualquer maneira.

Os óculos: o melhor amigo dos enroladores 



Tenha sempre nos bolsos um par ou mais de óculos. Brandindo-os em suas mãos distrairá tanto a atenção de seu ouvinte que ele ou ela se esquecerá da pergunta.

→ Excelente pergunta! (Ponha os óculos na ponta do nariz e olhe por cima deles.)

→ Foi bom ter assinalado este ponto. (Empurre-os para a testa e olhe fixamente para sua plateia.)

→ Exatamente o que sinto. (Use-os em cima da cabeça e sorria)

→ Deixe-me pensar um minuto... (Mordisque uma haste dos óculos, depois a outra.)

→ Ótima ideia! (Limpe as lentes, enquanto pensa numa resposta. Ponha os óculos contra a luz para ver se estão limpos. Tire os óculos. Ponha de volta. Repita.)


Expletivos são para ser usados quando você acha que ficou muito tempo calado. Utilize-os durante o discurso de alguém. Quanto mais alto melhor. Demonstram que:

a) você está ouvindo;

b) você está a fim de dar a sua opinião.


Puxa! Ora vejam só! Quem diria! Falou! É isso aí! Bá! Tomara que sim! Caceta! Putz! Chocolate! Ulalá! Mas é claro! Na mosca! PQP! Cacilda! Tremenda sacanagem! Eles não perdem por esperar! No duro? Pela madrugada! É um saco! Não é possível! Tsk, tsk! É fogo! Não dá pra entender! Vixe Maria! Tem nada a ver! E agora! Só dando porrada! Tremenda cascata! Sai de baixo! Vem coisa aí! Essa não! Do balacobaco! E isso é só o começo! Pó! E o fim da picada! Bagunçou o coreto! Contando ninguém acredita! Deus castiga! Mas que folga! Sem essa! Não diga! Nossa Senhora! Cáspite! Meu saco! Epa! Oba! Arrá! Barbaridade, tchê! No dos outros não arde! Era só o que faltava! Ué? Oi! Cafajestes!

Frases de efeito que funcionam em qualquer reunião

01. Vamos considerar isso com um enfoque abrangente...

02. Em última análise...

03. Alinhando-nos com a projeção para o próximo ano...

04. Em face da atual recessão...

05. No decorrer das negociações...

06. Nada permanece inerte...

07. O dinheiro não é tudo...

08. Vamos ao fundo da questão...

09. O que precisamos é de capital de giro...

10. O que precisamos é de sangue novo...

11. O que precisamos é de mentes abertas...

12. Estamos indo à falência...

13. Precisamos recuperar nosso dinheiro...

14. Vocês são os melhores...

15. Não estamos aqui para alimentar o Leão do Imposto de Renda...

16. Enterramos nosso dinheiro...

17. Entre a cruz e a espada...

18. Dinheiro gera dinheiro...

19. Agora, se conseguirmos manter nossas despesas sob controle...

20. A integridade da nossa administração...

21. Não estamos muito longe de 2020...

22. Naquele tempo...

23. Temos que apelar para o famoso jeitinho brasileiro...

24. Estamos num sistema de livre iniciativa...

25. O bom senso sugere que...

26 Se você quer alguma coisa, tem que pagar por ela...

27. Vamos arregaçar as mangas...

28. Vamos à luta...


Nenhum comentário:

Postar um comentário