sexta-feira, 8 de julho de 2016

Uma homenagem aos bons professores.

É o que um bom professor?


→ Tem um conceito positivo de si mesmo e de seu trabalho. Ele faz o que gosta, gosta do que faz e se sente realizado porque é professor.

→ Busca as possibilidades de fazer boas coisas diante da adversidade, em vez de procurar as excelentes razões para se desculpar por não havê-las feito. Não se contamina pelo pessimismo dos outros. Em vez disso, ele cria uma ilha de otimismo em torno de si.

→ Sabe mostrar ao aluno a beleza e o poder das ideias.

→ Tem sempre expectativas positivas acerca de seus alunos. Já foi demonstrado que os alunos fracassam quando o professor acha que vão fracassar. Portanto, não os culpe pelo fracasso, pois só atrapalha.

→ Nunca ridiculariza seus alunos. Aliviar o mau humor, mas à custa de maltratar a auto-estima do aluno, é péssima ideia.

→ Consegue que seus alunos participem ativamente da aula. Educação não se despeja goela abaixo. Aprender é um processo ativo, em que o aluno trabalha (intelectualmente) tanto quanto o professor.

→ Dialoga com os colegas e pede conselhos quando tem problemas com os alunos. Ser professor é aprender constantemente, com os alunos e com os colegas que já viveram situações semelhantes.

→ Entende que a indisciplina começa quando o aluno para de aprender, “Cabeça vazia, oficina do diabo”.

→ Não vê os pais como adversários temíveis, mas sim como aliados e parceiros.

→ O bom professor consegue que todos aprendam o que têm de aprender, que cada um aprenda quando está pronto para tal e que sejam felizes no aprender.

→ Por fim, esses são os objetivos e a maneira de atingi-los. Varia tanto quanto a personalidade humana e suas variações. Só devemos temer o professor “bonzinho”, que tudo deixa, tudo entende e tudo perdoa.


Quem ouve aprende uma vez,
quem ouve e escreve aprende duas vezes,
quem ouve, escreve e lê aprende três vezes,
no entanto, quem ensina é o que aprende mais.”



Nenhum comentário:

Postar um comentário