segunda-feira, 5 de setembro de 2016

O Empuxo de Arquimedes



Conta-se que Arquimedes descobriu o princípio que permite calcular o empuxo que atua sobre um corpo quando ele está mergulhado em um fluido qualquer. Conta-se que o rei Hieron entregou uma porção de ouro a um ourives para que ele confeccionasse uma coroa. Quando este entregou a coroa, o rei desconfiou que o ourives tinha substituído certa quantidade de ouro por prata. Querendo saber da verdade o rei encarregou Arquimedes de descobrir se sua acusação era ou não verdadeira. Foi durante um banho que Arquimedes percebeu que a água se elevava à medida que mergulhava seu corpo, e dessa forma descobriu que era possível resolver o problema da coroa. Foi assim, meio que ao acaso, que o princípio do empuxo foi descoberto. Após realizar vários cálculos Arquimedes confirmou que a coroa estava composta por ouro e prata, ou seja, tinha sido adulterada pelo ourives.


Quando um corpo está totalmente imerso num líquido, podemos ter as seguintes condições: se ele permanece parado no ponto em que foi colocado, a intensidade da força de impulsão é igual a intensidade da força peso; se ele afundar, a intensidade da força de impulsão é menor que a intensidade da força peso; se ele for levado para a superfície, a intensidade da força de impulsão é maior do que a intensidade da força peso.

Para saber qual das três situações irá ocorrer, devemos enunciar o Princípio de Arquimedes:


"Todo corpo mergulhado num fluido sofre, por parte do fluido, 
uma força vertical para cima,
cuja intensidade é igual ao peso do fluido deslocado pelo corpo."




Nenhum comentário:

Postar um comentário