quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Do Dicionário de Pronúncia Correta



(Ente parênteses a correta pronúncia da palavra)

Abdome (ab'dômi). Evite dizer abidômi. Existe ainda a forma abdômen, que se deve pronunciar abdômei e não abidômei.

Absoluto (ab'solútu). Evite dizer abissolútu.

Acrobata (acrobáta), ou acróbata. Como existem as duas formas, qualquer delas que escolher será boa.

Adjutório (ad'jutório) ou ajutório (ajutóriu). Como existem as duas formas de grafar, são boas as maneiras de dizer.

Aerólito (aèrólitu). Meteorito, estrela cadente. Evite dizer aerolítu.

Algoz (algôz). Carrasco, verdugo. O plural algozes, também tem a vogal tônica fechada, ainda campeia na língua cotidiana apenas a pronúncia (algóz), sem dúvida, influência de feroz.

Almíscar (almíscar). Perfume. Evite dizer almíscar.

Amnésia (am'nézia) ou amnesia (am'nezía). Ambas as prosódias são boas.

Amorfo (amórfu). Sem forma definida.

Ártemis (ártemis). Nome de mulher. Evite dizer artêmis.

Aziago (aziágo). Que traz azar, de mau agouro. Evite dizer aziago.

Badejo (badéju). Peixe de carne muito apreciada.

Barroco (barrôcu).

Bênção (bênçãu). Evite dizer bençãu.

Biópsia (bióp'ssia) ou Biopsia (biop'ssía). Extração de tecidos vivos para exames. As duas formas de dizer são boas.

Biótipo (biótipu). A pronúncia viciosa biotípu surgiu por influência das pronuncias, corretas, de tipo e linotipo.

Boêmia (boêmia). A pronúncia viciosa boemía surgiu por influência de orgia.

Bufete (bufêti). Mesa em que se dispõe a baixela e tudo o mais seja necessária para uma refeição. Evite dizer bufê ou bifê, que são pronúncias afrancesadas (a palavra nos vem do francês buffet. Daí a influência).

Caracteres (caraktéris). Evite dizer caráteris. A forma caracter, muito usada na Informática, não existe; o singular de caracteres e caráter.

Cateter (catetér). Sonda usada em medicina. Evite dizer como os médicos brasileiros: catéter. O plural é cateteres, de pronúncia catetéris.

Cavoucar. Sempre com ditongo bem pronunciado e fechado.

Chisbúrgueres (chisbúrgueris). Evite dizer chisbúrguers, à inglesa.

Cível (cível). Relativo ao Direito Civil. Não confunda com civil.

Clitóris (clitóris). Pronuncie conforme escreve. A palavra não é proparoxítona. Por isso evite clítoris.

Cobrelo (cobrêlu). Forma diminutiva de cobra, certa doença de pele à qual o povo dá o nome de cobreiro, por julgar que ela provém de cobra que passou por sobre a roupa.

Colmeia (colmêia). Cortiço de abelhas.

Condômino (condôminu). Co-proprietário. Evite dizer condóminu, que é a pronúncia de lusitano.

Corbelha (corbêlha). Cesto onde se colocam doces, frutas, flores e brindes. Evite dizer corbélha.

Crisântemo (crizântemu). Flor do mesmo nome. Evite dizer crizantêmu.

Decano (decânu). O membro mais velho ou mais antigo de uma classe.

Destro (dêstru). Quem usa a mão direita. Destra (dêstra) a mão direita

Dúplex (dúpleks). Duplo.

Elétrodo (elétrodu). Fio condutor que une os dois polis de uma pilha elétrica. Evite a pronúncia eletrôdu.

Escâncaras (escâncaras). Elemento da locução às escâncaras, que significa abertamente, manifestadamente.

Espocar (espocar). Pipocar, estourar, explodir. Evite dizer espoucar.

Extra (êstra). Prefixo que entra em muitas palavras: extraclasse, extraconjugal, extraterrestre, etc.

Filantropo (filantrôpu). Que ou aquele que procura sempre fazer o bem ao seu semelhante. Evite dizer falântropu.

Foro (fôru). O plural, foros, também tem o o tônico fechado. Grafa-se, indiferentemente, foro ou fórum.

Fortuito (fortúito). Casual, imprevisto.

Ginete (ginêti). Cavalo de boa raça, embora pequeno; aquele que monta bem e firme.

Hambúrgueres (ambúrgueris). Evite dizer à inglesa: ambúrguers.

Hieróglifo (ieróglifu), ou Hieroglifo (ieroglífu). Cada um dos caracteres da antiga escrita dos egípcios.

Homilia (omília), ou Homilia (omilía). Pregação sobre o Evangelho, em estilo simples.

Iídiche (iídichi). Língua dos israelitas. Evite dizer iidíche.

Impio (impíu). Cruel, desumano, malvado, perverso.

Ímpio (ímpiu). Sem fé, herege, incrédulo, ateu.

Incesto (incéstu). União ilícita entre parentes.

Irascível (iracível). Que se irrita com facilidade. Evite dizer irracível, a palavra vem de ira.

Juniores (juniôris). Plural de júnior. Não diga júniors.

Lambujem (lambújein). Evite dizer labúje e, muito menos, lambuja.

Látex (láteks). Suco leitoso que corre de certas plantas. Evite dizer latéks.

Libelo (libélu). Panfleto, livro pequeno. Evite dizer libêlu.

Madrileno (madrilênu). Que ou aquele que nasce em Madri, capital da Espanha. Evite dizer madrilenho.

Maqueta (makêta), ou maquete (maquéti). Miniatura de qualquer construção.

Masseter (massetér). Músculo que serve para movimento dos maxilares. Evite dizer masseter. O plural é masseteres (té).

Mister (mistér). Emprego, ocupação, serviço, trabalho.

Néon (neõ). Certo gás utilizado em iluminação. Não diga neom.

Novel (novél). Novo, novato.

Obeso (obêzu). Muito gordo. No Brasil ocorre tal pronúncia; em Portugal se ouve obézu.

Ortodoxo (ortodóksu). De acordo com a opinião são e religiosa. Conforme com a verdade, com a tradição.

Pecha (pécha). Defeito, vício.

Poça (pôça). Evite dizer póça. O povo diz assim porque pronuncia possa (do verbo poder).

Pôsteres (pôsteris). Plural de pôster. Evite dizer Pôsters, à inglesa.

Projétil (projétil), ou projetil (projetíl). As duas prosódias são boas; a segunda tem leve preferência.

Psicologia (p'sicología). Evite dizer pissicología.

Pudico (pudícu). Que tem pudor, envergonhado, casto. O povo pronuncia púdicu.

Recorde (recórdi). A pronúncia à inglesa é récord, mas a nossa língua não é a inglesa.

Rubrica (rubríca). Assinatura reduzida. Evite dizer rúbrica.

Ruim (ruím). Péssimo, a palavra é um hiato e oxítona.

Sesta (sésta). Da expressão dormir ou tirar a sesta = dormir depois do almoço.

Subsídio (sub'sídiu). Auxílio, benefício. Não pronunciamos subzólo, subzecretaría. Por que, então, pronunciarmos subzídiu?

Transistor (trãzistôr).

Ventríloquo (ventrílocu). Individuo que modifica a voz natural, supondo que ela se formava no ventre.

Xérox (xéroks). Evite dizer xeróks.

Zaíra (zaíra). Nome de pessoa. Evite dizer záira.

(Do Dicionário de Pronúncia Correta, de Luiz Antonio Sacconi)






Nenhum comentário:

Postar um comentário