terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Mensagens de Ano Novo




Um dia, ele vai chegar...

Quando chegar o dia em que você viver apenas de lembranças,
de que lembranças você vai querer viver?
Das escadas que não subiu?
Das praias que não mergulhou?
Das grutas que não desbravou?
Dos beijos que não roubou, ou se deixou roubar?
Das portas que não abriu?
Das histórias que não conheceu?
Das que não viveu?
Das que não contou?
Viva.
Viva para ter o que lembrar,
pois vai chegar o dia em que a sua maior riqueza serão as lembranças.
E são elas que o manterão vivo.
Feliz 2017

(Propaganda da Concessionária Honda-RS)


Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor de arco-íris, ou da cor da sua paz, Ano Novo sem comparação com o tempo todo já vivido (mal vivido talvez ou sem sentido) para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser, novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha, você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens (planta recebe mensagens? passa telegramas?).

Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta. Não precisa chorar de arrependimento pelas besteiras consumadas nem parvamente acreditar que por decreto da esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um ano-novo que mereça este nome, você meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.

(Carlos Drummond de Andrade)

Feche os olhos e sonhe. Abra os olhos e realize.

Às vezes, o melhor da vida acontece quando a gente não espera.
Um gesto, uma palavra, um amigo que reaparece.
Não temos como saber o que o novo ano nos reserva.
Mas podemos desejar o melhor.
E podemos fazer o melhor.
Porque merecemos isso.
Por isso, em 2017, sonhe, imagine, planeje.
Você pode realizar o que quiser.
Você merece o melhor.

Esperança

Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
‒ Ó delicioso voo!
Ela terá encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança...
E em torno dela indagará o povo:
‒ Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam nunca:
‒ O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...

(Mário Quintana)


A vida é maravilhosa,
mesmo quando dolorida.
Eu gostaria que,
na correria da época atual,
a gente pudesse se permitir,
criar uma pequena ilha de contemplação,
de autocontemplação,
de onde se pudesse ver melhor todas as coisas:
com mais generosidade,
mais otimismo,
mais respeito,
mais silêncio,
mais prazer.
Mais senso da própria dignidade,
não importando idade,
dinheiro,
cor,
posição,
crença.
Não importando nada.

Lya Luft

Mais um ano findou! Lá vai, tristonho,
A sumir-se nas brumas do passado!
Chegou envolto em sonho,
Ateando nas almas a ansiedade;
Espalhou risos, dores,
Fez reflorir amores,
Tristezas, desenganos,
Tal como havia feito os outros anos,
E lá partiu velhinho, fatigado!
Roubou, é certo, a muitos corações,
Tesouros de ilusões,
Mas deixou-os mais ricos de saudade!

E a pobre humanidade,
Inquieta, torturada,
Na ânsia eterna d´outro Bem maior,
Recebe, alvoroçada,
O ano que desponta, no fulgor
D´uma nova alvorada!

Vem branquinho de neve, mas risonho,.
Como um menino alegre, brincalhão,
Embalado, ao de leve, pelo Sonho,
Nos braços carinhosos da Ilusão!...

Será bom? Será mau? Fico a pensar
Na bendita ventura de esperar
Uma hora, que seja, de alegria!
Só é pobre, a valer, quem, neste mundo,
Conhece o desespero, – mal profundo
Que mata lentamente, dia a dia! –

Por isso o Ano Novo vem tão lindo!
Traz na sua bagagem a Esperança,
E o Mundo, em festa, esquece o Ano findo,
Que já também, assim, o fez vibrar.
Mas, cuidado, Ano Novo, és tão criança...
Não acordes a Dor! Vem de mansinho,
E deixa-nos sonhar!

Rosa Silvestre

(Almanach Beltrand – 1930)

Mensagens de Boas Festas

 De um meteorologista:

“Espero que o Ano Novo seja caracterizado por tempo bom, temperatura estável, ventos soprando de quadrantes apropriados, fracos ou moderados, mas trazendo sempre bons augúrios.”

De um economista:

“Que haja uma inflação de bons sentimentos, demanda não reprimida de carinho por parte de amigos e familiares, liquidez de afetos e alta acentuada em sua cotação pessoal.”

De um filósofo:

“Considerando os dilemas da existência, a angústia que caracteriza a condição humana, a incerteza que pesa sobre nosso destino desde que o homem passou a exercer sua suprema faculdade de pensar – será que podemos, sem ultrapassar os limites da lógica cartesiana, desejar a outrem Boas Festas e um feliz Ano Novo? Se o podemos, é o que desejamos.”

De um estatístico:

“Desejo que os valores numéricos consignados na coluna denominada Felicidade superem os valores da coluna de Frustrações; mais que isto, que esta diferença seja estatisticamente significativa, e que a alegria do amigo represente uma amostra válida do que ocorre com sua família.”

De um geógrafo:

“Desejo ao amigo que, ao percorrer sua trajetória no Ano Novo, evite a Serra do Desânimo, avance pela Península do Arrojo, atravesse o Oceano da Prosperidade e chegue em paz ao Arquipélago do Sucesso.”

De um geômetra:

“Seja A o ponto em que o amigo se encontra no presente estágio de sua existência, e B um ponto hipotético situado em alguma parte do ano vindouro. Desejo que a linha capaz de unir A e B seja, como se espera, a linha reta, e que o comprimento da referida linha não ultrapasse, em unidades métricas, a quantidade equivalente em energia disponível para qualquer ser humano que chega ao final do Ano velho.”

De um biólogo:

“Que o Ano Novo que aí vem, comporte-se como uma célula que traz em seu código genético uma mensagem completa de felicidade e uma capacidade inesgotável de reprodução.”

De um ficcionista:

“Era uma vez um Ano Velho. Sentindo que seus dias estavam chegando ao fim, ele chamou o Ano Novo, e disse: Escuta, por que não vais procurar aquele meu amigo e dá a ele um abraço por mim? O Ano Novo aceitou muito contente a incumbência e lá se foi, cantando: pela estrada afora, eu vou bem sozinho, etc. Aí apareceu o lobo..."

(Moacyr Scliar)


O que faz você levantar toda a manhã?
O que move você?
Ver um sonho ganhar vida?
Ou ver a sua vida ganhar novos sonhos?

O que é isso que corre nas suas veias?
E faz o seu coração bater mais forte...
É a vontade de deixar a sua marca no mundo?
Ter liberdade pra não fazer nada?
Ou passar o tempo todo fazendo aquilo que ama?

Que paixão é essa capaz de arrepiar você da cabeça aos pés?
O que faz você ser você?
As suas ideias, os seus valores?
O que é tão grande,  tão seu,
maior que tudo, que faz um minuto parecer uma eternidade?
O que define você?
O que impulsiona você?
O que move você?

(Texto de publicidade para o Banrisul)


Dizem por aí que nossa vida é como um livro
E é verdade
Algumas linhas, poderíamos reler dezenas de vezes
Outras, pularíamos sem hesitar.
Mas ainda não inventaram nada mais fascinante
do que imaginar como serão as próximas páginas.

Quantos não fariam de tudo para poder
dar uma olhadinha lá na frente...
Mas, quer saber? É mais emocionante ler
um livro sem saber o final, assim como o melhor de
viver é aproveitar o sabor único de cada momento

Portanto, já que você está começando
um novo capítulo, aproveite para escrevê-lo com
toda a intensidade. Deixe a borracha de lado.
E, o mais importante, tenha sempre em mente
que sua história pode ter diversos personagens,
mas um único autor: você.

(Autor desconhecido)

Almas expostas

Chega um dia em que, cansados de tanta repetição,
observamos os nossos olhos e acabamos enxergando a alma,
e você sabe, a alma não mente,
não se esconde atrás da maquiagem,
nem do sorriso quase que decorado...

A alma é uma fotografia exposta de nossos medos,
retrato real dos desejos escondidos, das perdas,
daquele velho sonho aprisionado,
e as vezes clama por atenção,
pede verdades que você insiste em não querer ver,
pede atitudes que você não quer tomar,
pede decisões que lhe são muito caras,
e por comodismo ou medo, vai deixando de lado,
e a sua vida também vai ficando de lado,
meia-vida, meios-sonhos, meia-esperança,
vida passando, simplesmente passando...

Eu desejo, que neste dia, começo de um novo ano,
a sua alma se revele,
que você escute o seu "eu" mais profundo,
que tire os sapatos dos compromissos formais,
e se mostre de verdade, revelando essa pessoa especial,
que como todo mundo, tem defeitos e qualidades,
que precisa amar e receber amor
para que a alma seja preenchida,
e seu rosto reflita,
um brilho sem igual, de quem encontrou a chave perdida,
que abre as portas da vida,
vida que se renova,
vida que nos aproxima, nos torna iguais,
capazes de seguir adiante, como quem diz,
eu mereço o melhor, eu quero um novo despertar,
recomeçar, sem medo de ser feliz!

(Paulo Roberto Gaefke)

Há quem diga que todas as noites são de sonhos.
Mas há também quem diga nem todas,
só as de verão.
Mas no fundo isso não tem muita importância.
O que interessa mesmo não são as noites em si,
são os sonhos.
Sonhos que o homem sonha sempre.
Em todos os lugares,
em todas as época do ano,
dormindo ou acordado.

(William Shakespeare)


Viva seus sonhos,
viva-os bem,
dedique-lhes altares,
celebre seus mistérios.
Não é a perfeição,
mas já é um caminho.
Não há nenhum sonho perdurável.
Uns substituem os outros
e não devemos esforçar-nos
por nos prender a nenhum.
Ninguém pode escolher
a onda a que obedecerá,
nem o polo pelo qual será atraído.
Seu destino o ama.
Algum dia lhe pertencerá por completo,
como você sonha,
se continuar-lhe sendo-lhe fiel.

(Herman Hesse)


Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial!

Industrializou a esperança,
fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar
e entregar os pontos.

Aí entra o milagre da renovação
e tudo começa outra vez,
com outro número e outra vontade de acreditar
que daqui para diante tudo vai ser diferente...

(Mário Quintana)


A energia que circula,
o clima que vira,
a força que rola,
o aperto que passa,
o sonho que move,
o encontro que promove,
a tristeza que liquida,
 a ideia que troca,
o mês que salva,
o novo que chama,
o momento que oferta,
a alegria que causa,
o gesto que compartilha,
a mania que cria,
a gente que toca,
o desejo que anda,
o tanto que gera,
a vida que gira.

Feliz Ano Novo

(Fecomércio RS – Sesc – Senac)

Um novo ano se apresenta à sua frente.
E com ele, 365 oportunidades para você ser o ator principal da sua vida.
Contracenando com o planejamento e o inesperado.
A chegada, o até mais.
O olhar, o fazer.
O presente, o futuro.
A realidade, a esperança.
A simpatia, o brinde.
O desejo, a comemoração.
Queremos toda essa vida em seu 2017.
Todas essas possibilidades de transformação.
Para você ensinar e aprender.
Para ajudar e crescer.
Para corrigir e tentar.
Para rir e chorar.
Para sonhar e conquistar.
Você tem um ano inteiro para transformar sua vida.
Aproveite.
Porque quem sabe a vida é da vida razão.
Que seu ano novo seja cheio de saúde, paz e realizações.

Feliz 2017

Informar é transformar

Grupo RBS


Vida é um grito de gol

Tudo é capaz de transformar a vida.
O tempo, o nascimento.
A música, o debate.
O esporte, a arte.
O caminho, a parada.
A denúncia, a descoberta.
A informação, a diversão.
É aí que estamos sempre presentes.
E vamos seguir em 2017.
Todos os dias, sem parar.
Para opinar e descontrair.
Para noticiar e entreter.
Para relatar e relaxar.
Para esclarecer e curtir.
Para informar e divertir.
Transformar a sua vida é razão da nossa vida.
E quem sabe a vida é da vida razão.

Um ano novo cheio de vida para você.

Informar é transformar.

Grupo RBS

O tempo organiza,
mas não define.
O tempo esfria,
mas não cura.
O tempo estanca a hemorragia,
mas não cicatriza.
O tempo elimina a carência,
mas apaga o desejo.
O tempo acalma,
mas não garante o entendimento.
O tempo adia as dúvidas,
mas não consolida as certezas.
O tempo finge que avançamos,
mas não saímos do lugar.
O tempo serve para diminuirmos
a importância das ofensas,
mas não resgata os elogios que não serão feitos.
O tempo é o senhor da razão,
só que sempre escolho a fé, senhora da ação.
A fé cria seu próprio tempo.
O tempo de amar é agora.

(Fabrício Carpinejar)







Nenhum comentário:

Postar um comentário