quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Clitóris ou ovário?

Karol Conka dá recado e ensina a diferença


Karol Conka segue abordando temas de cunho feminista em seu trabalho.

Recentemente, a rapper fez um show em Santa Maria, Rio Grande do Sul, e apresentou trechos de uma música inédita, feita em parceria com o grupo Tropkillaz.

Na letra, a curitibana critica os homens que não se preocupam em dar prazer à mulher na relação sexual, mais especificamente durante o sexo oral.

E, por conta disso, não sabem a diferença entre um clitóris e um ovário.

Segundo a música, os rapazes heterossexuais andam "desafinados" quando se trata de cantar um "lalá", gíria usada pela curitibana para se referir ao sexo oral. Gravada por um fã, a alfinetada foi postada no Youtube.

Ela canta:

Moleque mimado, bolado,
que agora chora,
Só porque eu mandei ajoelhar,
fazer um lalá por várias horas.
Ele disse por aí que era o tal,
pega geral, apavora.
Seduzi pra conferir e percebi
que era da boca pra fora.
Dá pra perceber que existem vários.
Falam demais, fingem que faz,
chega a ser hilário.
Mal sabem a diferença
de um clitóris prum ovário.
Dedilham ao contrário, egoístas,
criando um orgasmo imaginário.

A apresentação teve ainda um momento "fica a dica" para o público masculino. “Um recado para os boys heteros da noite: façam o lalá direito. Não vem com essa boca de lixa, não. Essa língua de lixa não rola. Trata direito a nossa flor!”, mandou a curitibana.

O próximo álbum de Karol Conka ainda não tem data de lançamento. Mas o recado aos homens está dado!

O Segundo Caderno do jornal Globo, de 19.01.2017, há uma boa matéria com a rapper, intitulado: Karol Conka – “Os esquisitos também existem”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário