quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Você precisa realmente ser assaltado?



→ É evidente que a resposta é sim. É claro que você precisa ser assaltado.

→ Observe com atenção uma pessoa que ainda não foi assaltada. Veja como ela é mole, flácida, desmotivada e sem vida. Repare na sua palidez, nos seus olhos sem brilho.

→ Agora observe um assaltado típico. Veja quer bela musculatura, rígida, o porte bonito, o andar rápido, o olhar permanentemente alerta e a adrenalina sempre no nível correto.

→ Sim, é evidente que você precisa de um bom assalto para reviver.

→ Imagine todos os seus amigos reunidos, todos contando como foi o assalto da semana, trocando precisas informações ou novidades, e você lá, sentando, só ouvindo, sem nada para dizer.

→ Meu amigo, se você não quer ser conhecido com uma dessas pessoas insípidas e desinteressantes, mãos à obra e já. Não permita que ninguém o desestimule, nem mesmo a sua mãe.

→ Lembre-se de que se dependesse dela, você estaria escrevendo cartinhas para o Papai Noel até hoje.

→ O importante é que um bom assalto tempera os nervos e prepara o seu coração para emoções fortes como os casuísmos e as novelas de tevê. Está comprovado que um assalto profissional você pode morrer por uma montanha de razões, as nunca por ataque cardíaco.

→ O objetivo deste guia é o de transformar você neste profissional. É o de estimular novas e fascinantes experiências pessoais e sólidas amizades. É, finalmente, o de abrir para você as portas do sucesso e da satisfação pessoal.


O Autor


(Do livro “O Guia do Assaltado”, de Roberto Schneider)


Nenhum comentário:

Postar um comentário