segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Conversa de mineiros




Não foi só o pão de queijo, não. Essas modernidade que tem aí hoje em dia, foi tudo inventado por mineiros. Um exempro é esse tar de Uber. Por que ocê acha que tem uma cidade mineira chamada Uberlândia? Pois, então.
Tem mais um tantão de coisa que foi criada e inventada em Minas. Qué que eu provo tamém? Toda vez que um caboco perguntava pro inventor:
– Posso ouvir música?
A resposta era:
– Uai pod.
Quando a pergunta era:
– Posso pedir esse trem de lê livro?
O camarada ouvia a resposta:
– Uai ped.
Pergunta que era feita a outro inventor mineiro:
– Posso fazer conexão com a internet?
Resposta:
– Uai fai.
Pra quem ainda num tá convencido, é só lembrá o avião, que foi otra baita invenção. E quem foi que inventou? O mineiro Santos Dumont, uai. Qué uma prova que ele era mineiro? Óia só o que ele respondeu quando perguntaram que nome ele deu pras rodinha do avião:
– Trem de pouso.

*****

À beira da piscina de um clube, no interior de Minas, quatro pais conversam sobre seus filhos:
‒ Eu tenho cinco garotos, um time completo de basquete – gaba-se o primeiro.
‒ Pois eu tenho seis, dá pra formar uma equipe de vôlei – rebate o segundo.
‒ Grande coisa: com os onze que eu tenho lá em casa, formo um time de futebol – exagera o terceiro.
Em seguida um deles se volta para o mineirinho, que continua quieto em seu canto:
‒ E você, quantos filhos tem?
‒ Fio, nenhum. Mas muié, tenho dezoito, um campo de golfe oficial…


*No campo de golfe oficial há 18 buracos...

*****

O mineiro estava sentado na rede, na varanda da fazenda, assistindo à TV, quando passa outro mineiro a cavalo e diz:
‒ Firme, cumpadre....
O outro mineiro levantou o chapéu, apontou o dedo para a TV e disse:
‒ Não... É futeborrr.



Nenhum comentário:

Postar um comentário