sábado, 25 de fevereiro de 2017

Plantas que tratam


Nereida Vergara

Os chás

De acordo com o médico de família Leonardo Vieira Targa, o município de Nova Petrópolis levantou entre a população atendidas nas Unidades Básicas de Saúde quais as doenças mais frequentes e que medicamentos poderiam ser substituídos ou utilizados junto com as plantas medicinais. Foram mapeados como as de uso mais frequentes as dez variedades abaixo, contempladas também pelas normas da Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicas, mantidas pelo SUS.


01. Camomila → Auxilia no tratamento da dispepsia, insônia não orgânica. Uso tópico para dermatites e mucosites inflamatórias.



02. Espinheira Santa → Dispepsia, azia e gastrite.


03. Estévia → Substitui o açúcar. Para o tratamento de diabetes e dietas alimentares livres de açúcar.

04. Hipérico → Para tratamento de depressão leve e moderada. Também conhecido como Erva de São João.


05. Macela → Transtornos do trato gastrointestinal leves.


06. Melissa → Sedativo e calmante suave. Pode ser usado nas cólicas abdominais.


07. Guaco → Para gripes resfriados e bronquites, como expectorante e possivelmente broncodilatador.

08. Malva → Afecções respiratórias, como expectorante. Antiinflamatório. Contusões e nas inflamações da boca e da garganta.


09. Maracujá → Ansiedade e insônia. Foi estudado com bons resultados também como auxiliar na ansiedade em desintoxicação de opioides.


10. Quebre-pedra →Litíase renal, como auxiliar na eliminação de cálculos pequenos. 


(Correio do Povo, fevereiro de 2017)



2 comentários:

  1. Poderíamos fazer menos uso de remédios, se tivéssemos mais conhecimentos do poder do chá. Muito bom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com a sua opinião. E essa ervas, muitas vezes, estão até no nosso quintal...

      Excluir