sexta-feira, 21 de abril de 2017

Mundo Curioso


Acredite se quiser!


→ As pegadas deixadas na Lua, há mais de 50 anos, pelos astronautas Neil Armstrong e Edwin “Buzz” Aldrin, ainda estão lá – tão perfeitas como se fossem marcadas ontem, porque não há vento nem chuva que possa desmanchá-las. Na verdade, é provável que fiquem lá para sempre.

→ Quando o homem aterrissou na Lua, David Trefall ganhou 18 mil dólares. Em 1964, ele fez uma aposta de mil para um, de que um homem colocaria o pé na Lua antes de janeiro de 1971.

→ Uma invasão da Terra por extraterrestres, em 30 de outubro de 1936, causou pânico nos Estados Unidos. Os sistemas telefônicos ficaram paralisados, com pessoas ligando para a polícia, hospitais, jornais, parentes e amigos, a fim de pedir conselhos ou transmitir a notícia que estavam ouvindo em seus rádios. O programa apresentado sob a forma de uma matéria ao vivo, era, na verdade, uma peça adaptada pelo ator Orson Welles, a partir do romance A guerra dos mundos, de H.G. Wells.

→ O explorador Cristóvão Colombo viu um OVNI na noite da véspera da sua descoberta do Novo Mundo.

→ Três homens foram enforcados em Londres por assassinar em Greenberry Hill. Os sobrenomes dos assassinos eram Green, Berry e Hill!

→ Aproximadamente às 4 horas da madrugada de 24 de agosto de 79 da era cristã, o monte Vesúvio entrou em erupção e matou os moradores de Pompeia, enterrando-os sob uma cinza fina, que se petrificou e solidificou com o tempo. Sua carne e órgãos se decompuseram, deixando a forma daqueles que havia morrido.

→ De pé no topo do monte Izaru, na Costa Rica, que se eleva até 3.414 metros, uma pessoa pode ver tanto o oceano Pacífico quanto o Atlântico.

→ A mais alta cachoeira é a Angel, no rio Carrau, na Venezuela. O conjunto de quedas d´água tem um total de 1979 metros de altura, e a mais alta queda isolada possui 807 metros.

→ Com o tempo, o avanço do deserto do Saara em direção ao Mediterrâneo enterrou cerca de 600 cidades romanas.

→ O deserto do Saara ocupa uma área tão grande quanto a dos EUA.

→ A mais alta montanha debaixo d´água tem quase a altura do monte Everest. O monte marinho entre Samoa e Nova Zelândia eleva-se a 8.687 metros,
.
→ O filme Tubarão, (Estados Unidos, 1975) baseou-se na história de um tubarão que aterrorizou as praias de Long Island e matou pelo menos cinco pessoas, no verão de1916. O provável culpado, apanhado com a tíbia de um menino no estômago, não era um grande branco, mas o chamado tubarão-touro.

→ Ham, o primeiro chimpanzé astronauta, testou as condições de proteção à vida a bordo, na missão espacial Mercury americana, em 1961, e voltou sem problemas.

→ No final da década de 50, cerca de 13 cães e quatro macacos morreram antes que os cientistas espaciais fossem capazes de trazer os animais vivos de volta do espaço.

→ Verbofobia é o medo das palavras. Se você leu até aqui, tem pouca probabilidade de sofrer dele e, especialmente, de uma das suas variantes, a sesquipedalofobia – o medo das palavras longas.

→ O compositor clássico Frederic Chopin, nascido em 1810, foi um dos poucos gênios infantis que prosseguiram com sua atividade e alcançaram fama mundial duradoura. Realizou sua primeira tournée internacional de recitais de piano com a idade de 8 anos.

→ Na Roma antiga, Apicius, o gourmet, tinha tanto medo de passar fome que, quando ficou sem tostão, por causa dos gastos com seus fabulosos banquetes, envenenou-se.

→ As cinco mortes mais irônicas:

Francos Bacon, cientista e filósofo inglês, realizava experiência para a preservação de carne, usando neve, mas pegou uma gripe e morreu.

Molière, o dramaturgo francês, adoeceu e morreu quando desempenhava o papel de hipocondríaco em sua peça O doente imaginário.

Bobby Leech, aventureiro americano, sobreviveu a uma passagem pelas Cataratas do Niágara, num barril de madeira, e morreu alguns meses depois quando escorregou numa casca de banana.

Bat Masterson, lendário homem da lei de Dodge City, Kansas, sobreviveu a incontáveis brigas e duelos armados e acabou morrendo tranquilamente, diante da sua escrivaninha.

Will Rogers, humorista americano, morreu num desastre de avião em 1935, e a coluna de jornal que ele acabara de terminar se encerrava com a palavra “morte”.

→ Em 1835, o artista francês Baron Gros ficou tão aborrecido com a crítica feita a uma das suas pinturas que se afogou intencionalmente com um metro de profundidade.

→ Christopher Brisius, da Cidade de Nova York, cria fragrâncias para pessoas que querem ficar com cheiro de lagosta, dente-de-leão, biscoitos ou até de sujeira!

→ O inventor da lâmpada elétrica, Thomas Edison, tinha medo de escuridão.

→ Quando Joseph Gayetty inventou o papel higiênico, em 1875, mandou colocar seu nome impresso em cada folha.

→ Laszlo Biro, inventor da caneta esferográfica, perdeu uma fortuna porque se esqueceu de patenteá-la nos Estados Unidos.

→ Durante uma tempestade, em 1850, o capitão Hanson Gregory, comandante do Donat, comprimiu um prumo sobre um dos canos da roda do leme, a fim de manter ambas as mãos livres para dirigir o navio, e assim nasceu a rosca!

→ O médico francês Theophile de Laennec (1781-1826) inventou o estetoscópio, em 1814, para poupar os sentimentos de uma paciente pudica, enquanto ouvia seus batimentos cardíacos. Formou um cone com uma folha de papel.

→ Charles Lindbergh levou apenas quatro sanduíches em seu famoso voo transatlântico.

→ O romancista inglês Charles Dickens (1812-1870) achava que sua escrita melhoraria se dormisse voltado para o norte. Sempre levava consigo uma bússola, para verificar sua direção.

→ A escritora inglesa Mary Shelley (1797-1851) escreveu Frankenstein quando tinha apenas 19 anos. Em contraste, Alice Pollock, de Haslemere, Inglaterra, publicou seu primeiro livro, Portrait of May Victorian Youth, quando tinha 102 anos.

→ O poeta italiano Dante Alighieri (1265-1321) tinha fobia de velas. Então, treinou um gato para segurar uma vela acesa entre suas patas, enquanto escrevia.

→ O último prisioneiro da Bastilha foi um livro! Por ordem do rei Luis XVI, o Dictionnaire Encyclopédique foi condenado à prisão perpétua pelos crimes de liberalismo e deslealdade para com o Estado.

→ O escritor francês Voltaire (1694-1778) bebia uma media de 70 xícaras de café por dia!

→ Livros que já foram proibidos:

Chapeuzinho Vermelho, conto folclórico, nos Estados Unidos – alcoolismo.

As aventuras de Huckleberry Finn, Mark Twain, nos Estados Unidos – racismo.

As aventuras de Sherlock Holmes, sir Arthur Conan Doyle, na URSS – ocultismo.

Frankenstein, de Mary Shelley, na África do Sul – indecência.

O mercador de Veneza, William Shakespeare, nos Estados Unidos – ofensivo aos judeus.

→ Van Gogh vendeu apenas um quadro em toda sua vida, Vinha vermelha em Arles.


→ O mestre holandês Vincent van Gogh (1853-1890) pintou um quadro por dia, durante os últimos 70 dias da sua vida.

→ Michelangelo (1475-1564) criou uma natureza morta com vinho, frutas, pão e espaguete como uma lista de compras deixada para seu cozinheiro, que não sabia ler.

→ A famosa pintura de Leonardo da Vinci, Mona Lisa, foi inicialmente comprada pelo rei François I, da França, para pendurar em seu banheiro.


→ O Museu do Louvre, em Paris, que abriga a Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, tem um exterior com 4 quilômetros de comprimento.

→ Quando o artista francês Cézanne candidatou-se à École des Beaus-Arts, foi rejeitado!

→ O cubista francês Marcel Duchamp trocou a pintura pela escultura e, mais tarde, trocou a escultura pelo xadrez.

→ Em 1961, o Museu de Arte Moderna de Nova York exibiu orgulhosamente Le Bateau, pintura do célebre artista francês Henri Matisse. Passaram-se várias semanas antes que alguém notasse que a tela fora pendurada de cabeça para baixo.


→ Tom Hanks é parente de Abraham Lincoln. Ele é descendente direto da mãe de Lincoln, Nancy Hanks.

→ Vivien Leigh detestou beijar Clark Gable em E o vento levou (EUA, 1939), porque disse que ele tinha um hálito terrível.

→ O sangue usado para a cena de chuveiro no filme de horror de Alfred Hitchcock, Psicose, (EUA, 1960) era, na verdade, calda de chocolate. A cena levou sete dias para ser filmada.

→ Judy Garland (1922-1969) era descendente do ex-presidente americano Ulysses S. Grant.

→ Certa vez, Charlie Chaplin ficou em terceiro lugar num concurso para ver quem mais se parecia com Charlie Chaplin.

→ Bela Lugosi (1882-1996) era um vampiro que não aguentava ver sangue. Famoso pelo papel cinematográfico de conde Drácula, sedento de sangue, Lugosi muitas vezes desmaiava quando via sangue de verdade.

→ Quando Cary Grant (1904-1986) fez o papel de filho de Jessie Landis, em Intriga Internacional (EUA, 1959), ele tinha 55 anos e ela 54.

→ O filme E.T. (EUA, 1982) teve sua exibição proibida para menores de 11 anos, na Suécia, porque as autoridades temeram mostrar pais hostis aos filhos.

→ O camundongo Mickey recebia, por ano, 800.000 cartas de fãs.

→ Um roteiro de cinema escrito pelo presidente Franklin D. Roosevelt, sobre Old Ironsides, um dos mais famosos navios de guerra dos Estados Unidos, foi rejeitado por Hollywood.

→ Em 1993, uma recém-descoberta espécie de aranha foi chamada de Calponia harrisonfordi, em homenagem ao medo do astro de Hollywood, Harrison Ford, de aracnídeos, em seu papel cinematográfico.

→ Astros imperfeitos:

Demi Moore nasceu estrábica.

Clark Gable aparece como menina em sua certidão de nascimento.

Os Oscars eram feitos de madeira durante a Segunda Guerra Mundial, para economizar metal.

Johnny Deep tem fobia de palhaços.

Clint Eastwood é alérgico a cavalos.


(Do livro “Ripley – Acredite se quiser!”)





Nenhum comentário:

Postar um comentário