domingo, 23 de abril de 2017

O apolítico*

*Quem ou o que está fora da política; que não se interessa pela política.


O machão da Internet

O apolítico não se manifesta.
Ele fica em cima do muro.
É um fraco, que não sabe impor sua opinião.
E, por não saber impor nem opinar, é manipulado:
Na sua crença tola e vazia,
No seu casamento dissimulado,
No seu trabalho sem sentido,
Na sua Igreja, como eterno puxa-saco!

Samuel Ranner

“Odeio os indiferentes. Acredito que viver significa tomar partido. Não podem existir os apenas homens, estranhos à cidade. Quem verdadeiramente vive não pode deixar de ser cidadão, e partidário. Indiferença é abulia, parasitismo, covardia, não é vida. Por isso odeio os indiferentes. A indiferença é o peso morto da história.”

(Antonio Gramsci - La Città Futura)


O Analfabeto Político

O pior analfabeto é o analfabeto político.
Ele não ouve, não fala,
nem participa dos acontecimentos políticos.
Ele não sabe o custo de vida,
o preço do feijão, do peixe, da farinha,
do aluguel, do sapato
e do remédio dependem das decisões políticas.
O analfabeto político é tão burro que se orgulha
e estufa o peito dizendo que odeia a política.
Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política,
nasce a prostituta, o menor abandonado,
e o pior de todos os bandidos,
que é o político vigarista, pilantra, corrupto
e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.

Bertolt Brecht



“Nicole Kidman e Jennifer Aniston são seres apolíticos.
O que preocupa essas jovens atrizes é a maquiagem,
o penteado e o stress com as dietas.”

Shirley MacLaine




Nenhum comentário:

Postar um comentário