domingo, 13 de agosto de 2017

Insuficiências



Além da mania da eficiência, insuficiência são outro cacoete etário dos seres vivos. Nos bípedes não emplumados, contumazes são as cardíacas, renais, hepáticas e pulmonares. Fora da fisiologia e da anatomia, o ser humano acostumou colecionar outras. O suficiente pra viver deficiente.

Insuficiência democrática → A glândula hipótesis, gêmea da hipófise, se desregula conforme a atmosfera irrespirável. Produz os hormônios reaçalina e ditadurin. Seus danos afetam a reprodução humana, com profusão de clonagens genéticas do tipo bolsonaros, renans e temers. Endêmica onde houver gente.

Insuficiência residencial → Muito comum em áreas urbanas desiguais, loteadas pela indiferença social. As vítimas dessa síndrome padecem de confusão mental: para elas, marquises parecem mansões e viadutos são vistos como condomínios. O relento, a mais linda cobertura.

Insuficiência escolar → Mal que, a partir da falta de escolas, atinge crianças e jovens. O cérebro, contaminado pelo fluxo deseducativo, rejeita alfabetização e não consegue assimilar as quatro operações básicas: comer, crescer, trabalhar e viver. Fatal em muitos casos de escreveu não leu o crack comeu.

Insuficiência monetária → Terrível consequência da indistribuição de renda no organismo. Enfraquece bolsos, bolsas, carteiras e até cofrinhos. A incapacidade de absorção financeira afeta tendões e ossos. Isso causa endurecimento de membros superiores, com braços e mãos estendidas nas ruas. Não há previsão de cura.

Insuficiência gastronômica → Caracteriza-se pela incapacidade de frequentar restaurantes, mesmo os mais acessíveis e até buffets a quilo. Sem ter nada a ver com fastio ou bulimia, essa insuficiência se assemelha à fome. Ocorre, sobretudo, nas periferias.

Insuficiência ética e moral → Dupla decadência orgânica, comum em qualquer classe social. Na verdade, é uma disfunção nos lobos cerebrais, que são o lobo do homem. Disso resulta não uma escassez de noções ética e moral. Em vez dos brasileiros terem uma só, cada um tem a sua. Dói no Brasil todo.

Insuficiência filosófica → Se manifesta pelo queixo caído diante do universo e ausência de expressão sobre as maravilhas deste mundo. É uma subespécie de apatia. Suspeita-se que deriva da dependência química de engenhocas eletrônicas, que reduz o uso do próprio engenho.

Existem ainda as insuficiências estética, profissional, sexual etc. Todas essas e as citadas acima agravadas pelo vírus estadus ineficientis e pela superbactéria socialis negligensis. Como se vê, já corroem até o humor.

Por José Fraga:

No jornal Extra Classe.ORG.BR – Junho de 2017



Charge de Santiago para o jornal Extra Classe-ORG-BR.
Junho de 2017


Nenhum comentário:

Postar um comentário