sexta-feira, 27 de outubro de 2017

O Trem

(Vila Conceição)


Corte na rocha na Vila Conceição, 1913.
  
Em 1808, a rede ferroviária do município foi prolongada até a Praia da Pedra Redonda, nas proximidades de onde está a sede da Sociedade Esportiva do Clube de Engenharia. No local havia um Cassino, um restaurante da família Pabst, cabines para trocar roupa e um trapiche em que ancoravam barcos que levavam os turistas em passeios no Guaíba.

Para a linha férrea chegar até ali, foi necessário fazer um corte na rocha com uma altura de 10 metros. A obra levou três anos para instalar os trilhos e o trem passar. Depois foi construída uma ponte para dar acesso à Vila Conceição.*

Muitas vezes viam-se pessoas indo a pé pelo fosso aberto na rocha esgueirando-se e espremendo-se contra o paredão quando o trem passava. Quem se atrevia a percorrer os 800 metros da passagem, por vezes atordoado com o vozeirão da máquina, o apito intermitente e gritaria dos passageiros eufóricos com o fim da viagem. A aventura era assustadora e perigosa, mas compensava, diziam os jovens da época.

*A ponte existe até hoje.

Fonte:

Roberto Pellin no livro “Desvendando a Tristeza”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário