domingo, 20 de agosto de 2017

A galinha e o povo



Em uma de suas reuniões, um político brasileiro pediu que lhe trouxessem uma galinha. Agarrou-a forte com uma das mãos enquanto a depenava com a outra.

A galinha, desesperada pela dor, quis fugir, mas não pôde. Assim, o político tirou todas suas penas, dizendo aos seus colaboradores:

– Agora, observem o que vai acontecer.

O político soltou a galinha no chão e se afastou um pouco dela.

Pegou um punhado de grãos de trigo, começou a caminhar pela sala e a atirar os grãos de trigo ao chão, enquanto seus colaboradores viam, assombrados, como a galinha, assustada, dolorida e sangrando, corria atrás do político e tentava agarrar algumas migalhas, dando voltas pela sala.

A galinha o seguia fielmente por todos os lados.

Então, o político olhou para seus ajudantes, que estavam totalmente surpreendidos, e lhes disse:

– Assim, facilmente, se governa os estúpidos. Viram como a galinha me seguiu, apesar da dor que lhe causei? Tirei-lhe tudo, as penas e a dignidade, mas, ainda assim, ela me segue em busca de farelos.

Assim é a maioria das pessoas que seguem seus governantes e políticos, apesar da dor que estes lhes causam e, mesmo lhe tirando a saúde a educação e a dignidade, pelo simples gesto de receber um benefício barato ou algo para se alimentar por um ou dois dias, o povo segue aquele que lhe dá as migalhas do dia.



Um comentário:

  1. 0 POVO têm o PODER de mudar isso, mas é um Povo sem acesso a EDUCAÇÃO, falta de controle A NATALIDADE,falta de PERSPECTIVAS é presa fácil pra essa CORJA.

    ResponderExcluir