sábado, 19 de novembro de 2016

Dez mandamentos do ‘chefe mais ranzinza do mundo’



Se houvesse resistência a suas ordens,
Edward "Tiger" Mike Davis lembrava a todos:

“Vocês precisam de emprego. Eu não!” 

(Ed Maker/The Denver Post/Getty Images)


Edward Mike Davis, empresário americano do ramo petrolífero, morreu no mês passado*, aos 85 anos. Para além de seu histórico de mais de cinco décadas comandando a Tiger Oil Company, Davis deixou um legado – se é que cabe o termo – de “gestão” de pessoas – se é que, mais uma vez, o termo é apropriado – que deu a ele a fama de chefe mais rabugento do mundo.

*Veja de 12 de outubro 2016


“Tiger Mike”, como era conhecido – pela alusão ao nome da empresa, que significa tigre, mas também ao temperamento que seus comandados bem conheciam ‒, distribuía ordens como quem distribuía xingamentos. Seus memorandos se tornaram célebres pelo tom áspero, direto, imperativo.

Se ouvia um palavrão no escritório, lembrava a todos que, em sua empresa, só quem podia xingar era ele, ninguém mais. Se ficava sabendo da existência de rodas de fofoca, fazia circular mais um memorando para ameaçar os mexeriqueiros de demissão sumária. Pés sobre a mesa? Homens com cabelos compridos? Inocentes bolos de aniversário? Todos foram alvo da censura nada polida – e, por vezes, chula – de Tiger Mike.

Conheça a seguir dez mandamentos de Davis que explicitam sua verve. De tão azedos, os memorandos chegam a despertar riso.

01. Aniversário no escritório: “Por ordem de Edward Mike Davis, não haverá mais comemorações de aniversário, bolos de aniversário, frivolidade ou qualquer tipo de comemoração no escritório. Este é um espaço de trabalho. Se você tem que celebrar, faça isso depois do expediente, em seu horário de folga.”

02. Cigarros no trabalho: “Eu sugiro que vocês comprem um número suficiente de cigarros para guardar aqui porque, pelo amor de Deus, vocês não vão sair daqui no horário que me pertence.”

03. Palavrões: “Eu falo palavrões, mas como eu sou o dono dessa empresa, é um privilégio que tenho ‒ e esse privilégio não é para qualquer empregado. Isso me diferencia de vocês, e eu quero que as coisas continuem assim. Não haverá um só palavrão, de qualquer empregado, homem ou mulher, neste escritório. Jamais.”

04. Sobre mensagens manuscritas: “Escrever à mão demora muito mais do que datilografar. Você está desperdiçando seu tempo, mas, mais importante, está desperdiçando o meu. Se você não sabe datilografar, é melhor aprender.”

05. Cabelos compridos: “Qualquer um que deixe seu cabelo crescer até um ponto que me impeça de enxergar suas orelhas significa que não as lava. Se não as lava, essa pessoa fede. Se fede, eu não quero esse filho da mãe perto de mim.”

06. Pés sobre a mesa: “A mobília neste escritório é cara. NÃO COLOQUE SEUS PÉS NELA! Eu o pago para trabalhar, e não relaxar na cadeira com seus pés sobre uma mesa ou escrivaninha. Eu não vou até sua casa e coloco meus pés sobre seus móveis, então não ponha seus pés sobre meus móveis.”

07. Fofoca: “Conversa fiada e fofoca entre empregados neste escritório vão resultar em demissão sumária. Não fale sobre outras pessoas ou assuntos neste local. FAÇAM SEUS TRABALHOS E FIQUEM DE BOCA FECHADA!”

08. Sobre dirigir a palavra ao chefe: “Não fale comigo quando você me vir. Se eu quiser falar com você, eu o farei. Quero poupar minha garganta. Não quero estragá-la dizendo 'oi' a todos vocês, filhos da mãe.”

09. Café no escritório: “Tenho notado que os carpetes neste escritório estão muito sujos porque as pessoas estão derramando coisas neles. Vou mandar limpá-los (o que vai me custar 1.000 dólares). No futuro, se as pessoas não forem capazes de carregar seu café sem derramá-lo no meu carpete, vamos banir as garrafas de café da mesma forma que fizemos com a comida.”

10. Despesas de viagem: “Quando vocês estiverem em viagem de trabalho tocando os meus negócios, isso é exatamente o que espero que façam 100% do tempo. Não quero recibos de despesas forjados, bebidas ou bebedeira com meu dinheiro. Apenas telefonemas de trabalho serão aceitos e não os pessoais. Não tentem se aproveitar de mim, porque eu vou ficar de olho no seu pescoço. Você precisa do emprego ‒ eu não!”






Nenhum comentário:

Postar um comentário