terça-feira, 8 de abril de 2014

Getúlio Vargas - Humor

Rapa de Tacho 1
Apparício Silva Rillo




       Quando Getúlio Vargas praticamente exilou-se na sua estância do Itu - enquanto país afora crescia o movimento do "queremismo" -, gente de todos os quadrantes chegava para visitar o caudilho gaúcho. Políticos, em especial; jornalistas em regular quantidade; velhos amigos seus de São Borja e adjacências e, de inhapa, toda uma variada malta de curiosos.

        Dentre esses, certa feita, um repentista do Norte. Cara chata, violinha à mão, calça corrida e chapéu de vaqueiro, era uma figura que contrastava com a peonada da estância, capataziada pelo mulato Aristeu. Chegou, depois de dois meses de caronas, na carroceria de um caminhão de carga. A segurança do ex-presidente . gente de sua estrita confiança - passou a limpo, em dois tempos, a identidade e intenções do nordestino. Concluíram, logo, que não passava de um pobre diabo que tinha como ofício a garganta sempre pronta para o improviso em versos. Ademais, getulista ferrenho. Seu pai, já falecido, teria sido - segundo suas palavras - admirador de João Pessoa, um dos artífices da Aliança Liberal; por conseguinte, também Getúlio Vargas, "pescador da mesma jangada". O ex-presidente mandou que liberassem o cabeça-chata; que ficasse pelos galpões do Itu, divertindo com seus versos e emboladas,a peonada e os visitantes.

        O doutor Getúlio costumava, quando em quando, churrasquear no galpão, entreverado com os que o visitavam, sem discriminar a ninguém. Foi numa dessas oportunidades que sucedeu a chegada, na estância, de um trovador famoso de Santiago do Boqueirão. Pilchado a preceito, tocador de gaita de oito baixos, tinha realmente qualidades o santiaguense. Estando Getúlio no galpão, aguardando que Aristeu lhe trouxesse o assado que mais apreciava, o gaúcho abriu o peito, improvisando versos laudatórios.

      Alguém lhe disse que ali estava um trovador do Norte, que cantava como gente grande. Quem sabe se um desafio, confrontando os dois? Foi upa e teve! Chamaram o nordestino e o santiaguense, de saída, abriu o peito:

- Você que vem lá do Norte,
terra de secas amargas,
me diga na relancina
sem ficar na retaguarda,
qual a maior qualidade
do doutor Getúlio Vargas.

        Palmas e vivas para o gaúcho. O nordestino esperou a volta da gaita e respondeu, na sua voz com timbres de araponga:


         O doutor Getúlio Vargas,
         sem lhe fazer desacato,
         é esperto como um jegue
         aqui lhe deixo o retrato:
         tira o carpim de seu pé
         sem descalçar o sapato!

      O doutor Getúlio sorriu em meio dos aplausos. E antes que o desafio descambasse - trovador é bicho atrevido - mandou servir o churrasco.



Nenhum comentário:

Postar um comentário