terça-feira, 28 de março de 2017

Decálogo do Panteísmo*



*Panteísmo é a crença de que Deus é tudo e todo mundo e que todo mundo e tudo é Deus. O Panteísmo é semelhante ao Politeísmo (a crença em muitos deuses), mas vai além dele ao ensinar que tudo é Deus. Uma árvore é Deus, uma rocha é Deus, um animal é Deus, o céu é Deus, o sol é Deus, você é Deus, etc. O panteísmo ensina que Deus é todo o universo, a mente humana, as estações e todas as coisas e ideias que existem. A palavra panteísmo vem de dois termos gregos que significam “Tudo” e “Deus”.

Decálogo

01 → Todas as coisas e todos os seres da natureza são apenas formas múltiplas da energia universal.

02 → A energia universal irradia-se constantemente pelos espaços infinitos. A energia é eterna, suas formas são transitórias.

03 → Sendo infinitos os espaços, consequentemente não tem forma.

04 → O tempo é apenas um movimento padrão que serve para medir a duração dos demais movimentos.

05 → A natureza é toda vida, portanto não existe nada morto – sem movimento – no universo.

06 → As desagregações são, pois, reações que nos próprios processos de decomposição criam novas formas de vida.

07 → O ser humano – como tudo mais – é um produto ou subproduto das forças eternas da natureza.

08 → A inteligência é certo tipo de energia em condições de compreender e aperfeiçoar certos fenômenos.

09 → Tudo o que acontece é resultado das causas circunstanciais. A nossa vontade, por exemplo, é um efeito dos nossos impulsos e passa ser causa depois de atravessar o filtro do raciocínio.

10 → Deus é o espírito vivo das Leis que regem o universo.



(Do Almanaque do Correio do Povo de 1964)


Nenhum comentário:

Postar um comentário