terça-feira, 3 de maio de 2016

Histórias de Paraquedistas XVII



A Musa e o Hino

Nos anos 60, havia, em Marechal Hermes, uma pensão que fornecia refeições a militares. Era um local de encontro para o pessoal da caserna que servia nas unidades da Vila Militar, em Deodoro, como graduados Pés-Pretos, Paraquedistas e Fuzileiros Navais. Nos fins-de-semana, soldados, cabos e sargentos, principalmente gaúchos, que não tinham família no Rio, faziam as suas refeições nessa pensão. Com o tempo, quem não era pqdts foi se afastando, só ficando alguns Fuzileiros Navais.

Uma das funcionárias, uma morena muito bonita, que tinha por nome Rosa Maria, atendia a todos com muito carinho, principalmente os Pqdts, sempre com um sorriso nos lábios. Dizem que chegou até a namorar alguns.

Quando a tropa paraquedista fazia corrida por Marechal Hermes, ao passar pela pensão, o tenente (Valporto, já falecido), que comandava a corrida, dizia um refrão em sua homenagem (Rosa Maria, hoje temos que saltar) e a tropa respondia; então, ela, sorridente, vinha à janela ou à porta e abanava para eles, agradecida pela homenagem.

Dizem que Rosa Maria sempre esperou por um grande amor na sua vida. Acabou se casando com um sargento, que por fazer um Curso Superior, foi para reserva como Coronel do Exército Brasileiro. Se viveram felizes para sempre, ninguém ficou sabendo.

Pergunta feita a um filho Cel Dickson Melges Grael

Sou Pqdt de 1964, e pesquiso as histórias da Brigada de Infantaria Paraquedista. Quem é, com certeza, a Rosa Maria que aparece na Canção Irmãos do Condor? Nessa época havia, em Marechal Hermes, uma moça que trabalhava numa pensão que servia refeições a paraquedistas. Todos nós gostávamos muito dela. Seu nome: Rosa Maria.

Nilo da Silva Moraes

AXEL SCHMIDT GRAEL 6 de outubro de 2016 12:27

Olá, Nilo. Talvez você tenha a resposta para a pergunta que já nos fizeram várias vezes. Quem é a Rosa Maria, citada na letra de "Irmãos do Condor"? Rsrs. Obrigado pelo contato.


Irmãos do Condor

Autores:

Cel Pqdt Dickson Melges Grael - Pqdt 30, pioneiro de 1946.
Cel Pqdt Paulo Altemburg Brasil – Pqdt 432 - 1950

Avante, paraquedista!
No espaço irmãos do condor.
Avante, paraquedista!
A saltar com denodo e ardor.

Ouvindo em nosso velame
O vento a sibilar.
Avante, paraquedista!
É a pátria que chama a lutar.

Ô, ô, ô Rosa Maria, 
hoje temos que saltar,
Que saltar!
Mas por um paraquedista,
Mas por um paraquedista
Vale a pena esperar, há, há, há,
Vale a pena esperar.

Vamos saltar no aceso da contenda,
Nossa missão é a pátria defender.
Rugem os canhões,
Ressoam as metralhas.
Sobre o inimigo vamos nos lançar.
Preparar, levantar, enganchar,
Verificar equipamento.
Sem vacilar, vamos saltar:
Quatro pronto, três pronto, 
dois pronto, Um pronto, à porta... Já!



Nenhum comentário:

Postar um comentário