segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O prazer e a cultura dos almanaques

Por Acácio Boring





Não sei se sucede o mesmo com os meus amáveis leitores, mas eu adoro todas aquelas curiosidades e coisas triviais publicadas pelos almanaques. É uma pena que os almanaques estejam cada vez mais raros e que as novas gerações, tão apressadas e sem curiosidade, nunca ouviram falar neles. Digo isso porque meu velho amigo Silvino, conhecido na nossa turma do bar do "seu" Aurélio como "Vininho Tesoura", por ser um esplêndido alfaiate, se espantou outro dia quando o neto dele, de 22 anos, perguntou se almanaque era um tipo de terno! É engraçado e também muito triste, não acham? Para aqueles que pensam que, nós, da terceira idade, não nos modernizamos, eis algumas informações e curiosidades que eu consegui no site do Clube dos Chatos, o Dullmen's Club dos EUA, com quem nosso vibrante Sacolão Brasil tem um convênio.E honra seja feita, até o ano passado eu achava o computador o mais assustador monstro dos tempos modernos. Quem me fez perder o medo e me ensinou a mexer nesta máquina louca e incrível, o computador, foi meu neto Rodrigo, de 15 anos.Valeu, querido Digo.Vamos então aos almanaques.

Quando a Nasa começou a enviar astronautas ao espaço, logo descobriu que as esferográficas não funcionavam na gravidade zero. Para resolver o problema, os cientistas da agência espacial dos Estados Unidos levaram uma década inteira e gastaram 12 bilhões de dólares para criar esferográficas que escrevessem na gravidade zero, de cabeça para baixo, dentro da água,em qualquer superfície e sob temperaturas que iam de zero até 300 graus. Os russos resolveram o problema de outra maneira, e não tão custosa: usaram lápis.

E vejam esta outra curiosidade: Se você espirrar com muita força pode fraturar uma costela. Se tentar segurar o espirro pode romper um vaso sanguíneo na cabeça ou pescoço e morrer, e se forçar os olhos abertos eles podem saltar da órbita. Por isso as pessoas dizem "Saúde!" ou "Deus te proteja!" quando a gente espirra porque nesse momento o coração pára por um milésimo de segundo.

Não é incrível, meus amigos e amigas? Gostaram? Querem mais? Aí vão mais algumas:

→ O coração do camarão fica na cabeça.

→ É possível levar uma vaca escada acima, mas não escada abaixo.

→ Em 10 minutos, um furacão solta mais energia do que todas as armas nucleares do mundo juntas.

→ Cerca de 10% da renda do governo da Rússia vem da venda de vodca.

→ Existem mais carros conversíveis no Reino Unido do que na França, Espanha e Portugal reunidos.

→ Em media, 100 pessoas morrem todos os anos engasgadas com pontas de esferográficas. Portanto, muito cuidado. E até a próxima, pacientes leitores e leitoras.

Você sabia que...

→ o mais antigo Almanaque traduzido em português data da primeira metade do século XIV, com o título de Almanaque Perdurável, com observações astronômicas, tábuas astrológicas e latitudes de algumas cidades da Europa, da Ásia e norte da África.

→ em 1496 imprimiu-se, em Leiria (Portugal), o Almanach Perpetum, de Abraão Zacuto, com observações astronômicas usadas pela marinha portuguesa.

→ o Almanaque de Ghota, anuário genealógico e diplomático, é publicado em francês e em alemão, desde 1763.

→ a origem do vocábulo Almanaque vem do árabe al-manakh: lugar onde os nômades se reuniam para conversar, rezar e trocar notícias.

→ a palavra almanaque, segundo o dicionário de língua portuguesa Aurélio, significa "publicação que, além de um calendário completo, contém matéria recreativa, humorística, científica, literária e informativa".




Nenhum comentário:

Postar um comentário