segunda-feira, 31 de março de 2014

Pensamentos dos Cassetas:I





Todo adolescente, no fundo, é muito preso. Preso por porte de arma, tráfico de drogas e até vadiagem.

Chega uma hora em que o adolescente tem que descobrir aquilo que a mulher tem no meio das pernas: varizes.

Aonde querem chegar os jovens? E por que precisam do carro do pai?

Os adolescentes rebeldes um dia entenderão que a ordem natural das coisas começa pela arrumação do quarto.

A adolescência é um período de tempo compreendido entre o nascimento dos peitinhos e o fim das espinhas.

Os filhos rebeldes, os adolescentes indignados, que não aceitam a corrupção e o jeitinho, têm que entender que eles nem existiriam se seus pais não tivessem mexido os pauzinhos.

África: onde o cabelo é mais crespinho.

Entre os canibais africanos, comer alguém não é exatamente uma sacanagem.

Está provado que, na África, existe um percussionista por habitante.

Alegres e hospitaleiros, os canibais costumam brincar com a comida antes de prepará-la. E às vezes até a comem, antes de comê-la.

Ajoelhou, tem que rezar.

Se Maomé não vai à montanha, a montanha vaia Maomé.

Em Deus nós confiamos. Mas pedimos avalista.

Todos nós somos filhos de Deus, embora Ele não reconheça a paternidade.

No princípio era a verba.

Ao chegar o fim do ano, saudemos aquele que veio ao mundo só para nos salvar: o décimo-terceiro salário.

Bem-aventurados os pobres de espírito porque deles é o reino dos céus. Tá bom. Mas tem lugar lá pra ficar ou a gente tem que ir pra casa de um amigo?
O tempo no céu demora uma eternidade para passar.

Jesus te ama, mas eu te acho um bundão.

Não cobiçarás a mulher do próximo, pelo menos na frente do namorado.

É mais fácil um camelo passar por um buraco de uma agulha do que se achar um ditado bíblico razoável.

O Senhor é o meu pastor e fica latindo a noite inteira no quintal.

Como diria o Edir Macedo: “Templo é dinheiro!”

Os crentes são a favor da extinção do Corpo de Bombeiros, pois só Cristo salva.

Álcool de bêbado não tem dono.

O álcool é capaz de grandes metamorfoses. Ele faz você ir para a cama com a Malu Mader e acordar com a Zezé Macedo.

Bebo porque é líquido. Se fosse gasoso, peidava.

Carro a álcool, você ainda vai empurrar um.

Diferentemente do uísque paraguaio, o carro a álcool não espera o dia seguinte para dar dor de cabeça.

Amar, verbo intransitável.

O amor é cego. E surdo, mudo, paralítico, entrevado, esclerosado e bobo...

Amar é jamais ter que pedir perdão e comprovante de teste de Aids negativo.

Pra que fazer amor, se você já pode comprar pronto?

Quem ama não mata aquele último pedaço de bolo de chocolate que você guardou pra comer na larica.

Não tenho tudo que amo, mas um muambeiro de Miami ficou de me arrumar.

Amazônia, o Xingu do mundo.

Seringueiro é que nem garoto de programa: ganha a vida tirando leite do pau.

Na Amazônia, floresta é mato.

O garimpo na Amazônia pode ser exercido apenas com uma picareta e um vigarista.

Nunca pague um seringueiro com um cheque borrachudo.

A Amazônia, pulmão do mundo, está doente. E não vai ser mole tirar a chapa.

A Amazônia é tão vasta que nela caberiam todos os países europeus. E a gente poderia ir a Londres e Paris sem sair do Brasil.

A única atividade agrícola que tem dado certo na Amazônia é a criação de caso.
  
Analfabetismo, o x do problema.

A gente temos que se preocuparmos com o pobrema do aunafabetismo.

O asarado é um analfabeto sem sorte.

Órfão pode ser analfabeto de pai e mãe?

Aquele velho continente que fica depois de Portugal.

Os supermercados franceses são tão atenciosos que oferecem máscaras antigás para quem vai à seção de queijos.

Para não fazer feio diante de um francês, peide ao servir queijo-minas.

Os ingleses são tão educados que na Inglaterra quem dirige é o carona.

Na Suíça, até a torcida de futebol é neutra.

Em Roma, o turista desavisado tem que conviver com o péssimo estado das ruínas locais.

A Suécia é a pátria do filme de sacanagem, o que às vezes é muito chato. Toda vez que o carteiro toca a campainha, além de receber as cartas, sua mulher tem que transar com ele.

Alemão que come salsichão sabe o chucrute que tem.

Com a queda do Muro de Berlim acabaram-se os alemães orientais. Agora todo oriental é chinês, japonês ou coreano.

A Suíça é um mundo de faz-de-conta numerada.

Arroz, unido, jamais será comido!

Pela punição ao chope do colarinho branco!

Não vamos nos dispersar! A não ser que alguém tenha comido ovo cozido.

Mocreia: você tem que saber evitar!

Solte a franga que existe em você, sua galinha!

A gente não quer só comida. A gente quer três chopes e um Steinheger.

Mandem alimentos para os que têm fome! Mandem flores aos que guerreiam! Mandem a Kim Basinger lá pra casa!

Mandem remédios aos doentes! Mandem esperança aos aflitos! Mandem a Luciana Vendramini lá pra casa! Mas na quinta, porque na terça já vai a Kim Basinger.

Cuecas, lave-as ou deixe-as.


Nenhum comentário:

Postar um comentário