sábado, 29 de março de 2014

Provérbios adaptados para a era digital



É A pressa é inimiga da conexão.

É Amigos, amigos, senhas à parte...

É Antes só que em chats aborrecidos.

É Arquivo dado não se olha o formato.

É Clicar e teclar é só começar.

É Clique onde eu digo, mas não clique onde eu clico.

É De clique em clique, você fica viciado na internet.

É De internauta, programador e hacker, todo mundo tem um pouco.

É Dedo mole em tecla dura, tanto bate até que acostuma.

É Diga-me qual a sala de chat que você frequenta e eu te direi que és.

É Para todo bom provedor uma senha basta.

É Não adianta chorar sobre o arquivo deletado.

É Em briga de namorados virtuais, não se mete o mouse.

É Em casa de programador, o espeto é de fibra ótica.

É Em terra off-line, quem tem 486 é rei.

É Mais vale um arquivo na mão do que dois baixando...

É Memória não é documento.

É Mouse sujo se limpa em casa.

É Na internet, as melhores coisas são imorais, ilegais ou pedem o número do cartão de crédito.

É Não adianta chorar pelo link clicado.

É Não há nada como um clique após o outro.

É Melhor prevenir do que formatar.

É O barato sai caro e lento.

É Olho por olho, clique por clique.

É Os maiores processadores estão nos menores micros.

É Programa velho é que faz site bom...

É Quando a esmola é grande, o santo desconfia que veio algum vírus anexado.

É Quem ama um 486, Pentium 4 lhe parece.

É Quem cala, ou consente, ou está teclando com alguém mais interessante.

É Quem clica seus males multiplica.

É Quem com vírus infecta, com vírus será infectado.

É Quem é vivo sempre fica on-line.

É Quem envia o que quer, recebe o que não quer.

É Quem faz backup amigo é.

É Quem não clica não petisca.


 


Nenhum comentário:

Postar um comentário