domingo, 5 de junho de 2016

A música que escandalizou uma geração




De vez em quando gosto de passear pelo youtube e descubro sempre qualquer coisa que de uma forma, ou de outra, já passou por mim numa ou outra circunstância da vida. Essa música foi escrita em 1968, por Serge Gainsbourg (1928-1991). “Je t’aime, moi non plus” é um hino, de índole erótica, à relação que manteve com Brigitte Bardot. Depois do fim da relação, Brigitte pediu a Gainsbourg que não gravasse a canção, ao que ele acedeu, mas, em 1969, o disco foi gravado por Jane Birkin (1946) e Serge Gainsbourg (na foto acima)..

Quando o disco foi lançado, foi um verdadeiro escândalo. A imprensa internacional atacou a canção, as rádios baniram-na das playlists e o Vaticano emitiu um comunicado condenando a canção e considerando-a imoral. “Je t’aime moi non plus” beneficiou-se de uma publicidade gratuita à escala mundial e ascendeu rapidamente aos tops.

No início dos nãos 70, quando ia com a minha namorada e atual esposa dançar nas buates da Av. João Pessoa, em Porto Alegre, havia uma hora em que as luzes ficavam mais escuras, só a luz negra do meio do salão ficava acesa. Tocava essa música, todos os casais iam para a pista e eram só beijos e abraços calientes no pequeno espaço onde se dançava.

A música é praticamente sussurros de um casal fazendo amor. À medida que a canção se aproxima do final, a moça fica cada vez mais excitada e seus gemidos ficam mais intensos, até o seu orgasmo (?) final.

A canção só tocava em buates, nunca tocava em nenhuma rádio. Era, nos anos 70, a “Melô do amasso” ou a “Melô do mela-cueca”.

PS. Assista ao filme “O homem que amava as mulheres” sobre a vida conturbada de Serge Gainsburg


Je t'aime moi non plus

Je t'aime je t'aime
Oh oui je t'aime
Moi non plus
Oh mon amour
Comme la vague irrésolue
Je vais, je vais et je viens
Entre tes reins
Je vais et je viens
Entre tes reins
Et je me retiens

Je t'aime je t'aime
Oh oui je t'aime
Moi non plus
Oh mon amour
Tu es la vague, moi l'île nue
Tu vas, tu vas et tu viens
Entre mes reins
Tu vas et tu viens
Entre mes reins
Et je te rejoins

Je t'aime je t'aime
Oh oui je t'aime
Moi non plus
Oh mon amour
L'amour physique est sans issue
Je vais je vais et je viens
Entre tes reins
Je vais et je viens
Je me retiens
Non ! maintenant viens...



Eu Te Amo Mais Ainda

Eu te amo, eu te amo
Oh, sim, eu te amo
Eu mais ainda.
Oh, meu amor
Como a onda irresoluta
Eu vou, eu vou e eu venho
Entrelaçado em seu dorso.
Eu vou, eu vou e eu venho
Entrelaçado em seu dorso
E eu me detenho.

Eu te amo, eu te amo,
Oh, sim, eu te amo
Eu mais ainda,
Oh, meu amor...
Tu és a onda, eu a ilha nua.
Tu vais, tu vais e tu vens
Entrelaçado em meu dorso.
Tu vais e tu vens
Entrelaçado em meu dorso
E eu junto a você!

Eu te amo, eu te amo
Oh, sim, eu te amo
Eu mais ainda
Oh, meu amor.
O amor físico não é o final
Eu vou, eu vou e eu venho
Entrelaçado em seu dorso.
Eu vou e eu venho
E eu me detenho!
Não! Agora não! Vem!














Nenhum comentário:

Postar um comentário