segunda-feira, 27 de junho de 2016

Histórias do Rádio Heróico Gaúcho




A Hora Certa era patrocinada pela Casa Massom, nas três emissoras que Porto Alegre tinha naquele tempo: Difusora, Gaúcha e Farroupilha. O texto era invariavelmente o mesmo:

Locutor: Eterna é vendido pela Casa Masson, com certificado de garantia e seguros contra acidentes. Acerte o seu relógio: são exatamente... (gongo)... tantas horas.

Pois o jovem, locutor daquele tempo saiu-se com esta:

Locutor: Eterna é vendido pela Casa Masson, com certificado de reservista e seguro contra acidentes...

*****

Ildefonso de Paula Carvalho era redator e radioator da Gaúcha. Tinha uma voz grave, empostada, muito bonita, que mantém até hoje. Ele, como redator, costuma trocar quase que semanalmente os textos que produzia, usando sinônimos para não alterar o espírito do comercial.

Um certo dia, o locutor que deveria apresentar a Novela Colgate Palmolive adoece. Como faltavam poucos minutos para o capítulo entra no ar, apelaram para o Ildefonso, que aceitou fazer a apresentação:

Técnica: Acordes

Locutor: A Rádio Gaúcha apresenta a Novela Colgate Palmolive. No capítulo de hoje, tomam parte os seguintes artistas do cast de radioteatro da PRC-2: Walter Ferreira, Cândido Norberto, Adroaldo Guerra, Alda Terezinha, etc.

O Ildefonso resolveu apelar para os seus famosos sinônimos.

Técnica: Acordes.

Ildefonso: A Novela Colgate Palmolive é agora apresentada pela Rádio Gaúcha. No capítulo de hoje penetram os seguintes membros do cast da PRC-2...

*****

Enio Lantieri, locutor da Rádio Farroupilha, estava ao microfone lendo textos comerciais, quando verificou que havia um convite para enterro que deveria ter sido lido cinco vezes, mas com apenas quatro assinaladas.

Prestimoso, leu a notícia:

‒ Convite para enterro. A família do sempre lembrado Fulano de Tal, ontem falecido, convida aos amigos e parentes para os atos fúnebres, saindo o féretro da Rua Marcílio Dias, n° tal, hoje às 16 horas.

Terminada a leitura, olhou no relógio e verificou que eram exatamente 16 horas. Então, acrescentou:

‒ Se o amigo ouvinte apurar um pouco, ainda pega o defunto na lomba...

*****

Ertson Lemos veio de Santa Rosa para trabalhar em Porto Alegre, mas tão acostumado estava com sua terra que foi dar a Hora Certa e saiu com esta:

Em Santa Rosa são 10 horas.

Percebeu o erro e tentou corrigir:

Em Porto Alegre também!

*****

O narrador da gaúcha, em determinado momento, ficou em dúvida sobre um lance confuso, exclamando:

‒ Sinceramente, eu não vi essa falta. Mas vamos falar com Edson Pires (repórter de campo) para esclarecer a dúvida.

Edson Pires: Eu também não vi nada! Informou Brahma!

*****

Mário Sérgio, jogador que foi do Internacional, gosta muito de turfe, tanto que é proprietário de cavalos e éguas no Hipódromo do Cristal.

Depois de transferir-se para o São Paulo F.C, voltou a Porto Alegre e foi entrevistado por um repórter novato, ainda no Aeroporto Salgado Filho.

‒ Não vai dar uma trepadinha na sua égua?

‒ Não, eu gosto mesmo é de mulher e de jogar futebol...

*****

Locutor dando seu recado ao microfone:

‒ Precisa-se de um terneiro com prática para preencher uma vaca com urgência.

Diretor da rádio:

‒ Lê direito, rapaz!

‒ É torneiro para preencher uma vaga...

*****

Emissora: Rádio Guaíba. 

Lasier Martins: ‒ E agora vamos chamar o Rui Strelow em Santo Antônio da Patrulha. Fala Rui!

Strelow: ‒ Acho que houve um pequeno engano. Eu estou na Igreja Santo Antônio, aqui em Porto Alegre...

*****

O folclore desta vez aconteceu em Bagé, no programa Corrente da Solidariedade da Rádio Difusora. O programa, transmitido diariamente no horário do almoço, é feito de recados para as estâncias do município, ocasião em que toda a cidade toma conhecimento daquelas pequenas informações miúdas, de interesse familiar, que não chegam aos noticiários – aliás, como em todas as cidades da fronteira.

Mas aquele recado para a Estância do Quebrancho foi muito comentada no último fim de semana na Rainha da Fronteira.

Com voz empostada, o locutor transmitiu, imperturbável:

‒ Atenção Estância do Quebrancho, atenção senhor Sérgio Duarte. Seu irmão Osvino avisa que mamãe foi operada e passa bem. Avisa que as tripas seguem hoje pelo trem. Esperar na porteira.

Muito gaúcho, que naquela hora engraxava os bigodes com um assado, deve ter engolido em seco.


(Textos do livro “Histórias do rádio heróico”, de Rubens Wagner)





Nenhum comentário:

Postar um comentário