terça-feira, 14 de junho de 2016

Origem dos Acrósticos


Acróstico-didático(*)

                O - O acróstico é uma poética composição
R - Rimada, na qual, livremente ou não,
I - Impõe um conjunto de letras iniciais
G - Garantidas mediais, cruzadas ou finais,
E - Em que a leitura vertical ou diagonal
M -Muitas vezes forma uma palavra ou frase.

D - Desde os Séculos V e VI, nos oráculos,
O -O grego Epicarmo já fazia acrósticos.
S - Surgia também nos epigramas funerais.

A - A frase “Jesus Cristo, filho de Deus e Salvador”
C - Contém o mais célebre acróstico “ICHTHUS”
R - Realmente escrito no século IV : “PEIXE”
O - O maior símbolo místico do Cristianismo;
S - Sua autoria foi atribuída a Lactâncio e Eusébio.
T - Tantos por Ênio-em Roma.Comodiano de Gaza,
I - Idade Média, e os feitos na poesia métrica latina.
C - Com Hinos na poesia inglesa de John Davies
O - Os adeptos portugueses :Camões, Garcia Rezende...
S - Sinal Acadêmico do Pe. Antônio de Oliveira, Edgar Pöe.

Belo Horizonte, 10 de fevereiro de 1985.


Notas(*):

1 – Acróstico = Letras iniciais / Mesóstico = letras mediais / Teléstico = letras finais / Diacróstico = iniciais e mediais;

2 – Acrósticos podem ser: biográficos, históricos,comemorativos, filosóficos, humorísticos, líricos, psicológicos, Informáticos, apreciativos, intimistas, eróticos, didáticos, poéticos ou não,de despedida, de boas-vindas,em forma de prece, etc.

OBS: A palavra grega para peixe é ICHTHYS - e as suas cinco letras são as do título completo dado a Jesus: Iesus Christus Theou Yicus Soter, o que quer dizer: Jesus Cristo filho de Deus Salvador.

Silvia Araujo Motta

Publicado no Recanto das Letras em 30/11/2005


Acróstico

Roberto Carlos

Mais que a minha própria vida
Além do que eu sonhei pra mim
Raio de luz
Inspiração
Amor você é assim

Rima dos versos que eu canto
Imenso amor que eu falo tanto
Tudo pra mim
Amo você assim

Meu coração
Eternamente
Um dia eu te entreguei

Amo você
Mais do que tudo eu sei
O sol
Raiou pra mim quando eu te encontrei 

Nenhum comentário:

Postar um comentário