sábado, 18 de junho de 2016

Histórias de Paraquedistas XXIV


Querer é poder


Luiz Olyntho Teixeira Schirmer - em foto de 1964

Campeão Brasileiro de Salto Livre*

(Pqdt 3036 - 1957/2 - MS 845 - Dompsa 74 - SL 44
 FE 39 e Comando 48)

Ser paraquedista, militar ou civil é uma experiência maravilhosamente gratificante. Ninguém melhor que eu para dizer. Filho de família pobre do interior de Minas Gerais, fui para o Rio de Janeiro com 10 anos. Comi o pão que o diabo amassou. Aos 17 anos eu era semianalfabeto e entregava compras de um armazém cujo dono era um Português que dizia estar me ajudando. Não me pagava salário algum e ficava com a metade da gorjeta que eu ganhava. Belo dia vi um caminhão do exército parar junto a uma das grandes palmeiras existentes da rua Paissandu, no Flamengo e encostar nela uma pequena escada. Parei para observar, pensando que ele iria cortar a palmeira. Lógico que o soldado não fez isso. Apenas afixou nela um cartaz que mostrava um soldado saltando de paraquedas e umas frases escritas. Não consegui ler, fiquei curioso. Por sorte passava um amigo e pedi que ele lesse para mim.

“SÊ PÁRA-QUEDISTA E ORGULHA-TE DE TI MESMO. DOS CÉUS TEU HORIZONTE É MAIOR E TUA PÁTRIA É MAIS TUA. TROPA DE VOLUNTÁRIOS. APRESENTA-TE NO PR-20 EM DEODORO- VILA MILITAR DE 30 DE NOVEMBRO A 10 DE JANEIRO.”

Falei com o soldado. Pensei que se conseguisse entrar, minha vida estaria resolvida, teria roupa (Farda) casa (Alojamento) e comida, e incrível, ainda receberia um soldo. 

Apresentei-me, consegui, fui matriculado compulsoriamente na Escola Regimental Rosa da Fonseca, na Vila Militar, onde após a lida diária fui aprender a ler e concluí o curso primário. Fui promovido a Cabo, fiz o Artigo 99 e concluí o ginásio. Promovido a 3° Sgt. Fui o primeiro Campeão Brasileiro de Paraquedismo em 1964. Realizei no exército mais de 1000 saltos e fui um dos sargentos mais especializados do exército: Mestre de saltos, Comando, Dompsa, Especialista, Forças Especiais etc. Aos 26 anos fui o Subtenente mais jovem do exército. Continuei os estudos, Estudei medicina fiz concurso e entrei para a Escola de Saúde do Exército, 1° Tenente Médico, 3 anos depois Capitão. Neste tempo continuei sempre saltando como civil num clube que fundamos Os Meteoros. Como podem ver, minha vida começou com o paraquedismo. Assim que aprendi a ler, li o que estava escrito bem grande na entrada do quartel: Querer é poder.

MS = Mestre de salto
Dompsa = Dobragem e Manutenção de Paraquedas e Suprimento pelo Ar
SL = Salto Livre
FE = Forças Especiais

*O sargento Luiz Schirmer, primeiro campeão brasileiro de paraquedismo, usou o Eterna Matic Kontiki (no seu pulso) comprado na Casa Masson em seus 100 saltos de treinamento e inclusive no 6000 metros (recorde brasileiro de altitude) e, ainda, durante o capeonato reralizado em Campina Grande, na Paraíba, de 27/10 a 21/11/1964, estabeleceu o recorde de precisão.



Esse é cara!

Repórter da RBS-SC e Schirmer aos 77 anos



Equipe de Salto Livre dos anos 60 -70


01 - Joel Ferreira de Oliveira, Pqdt 1121, MS 287, Prec 24, Comando 121;

02 - Caribê Lemos Monte Santo, Pqdt 2088, MS 798, Dompsa 71, SL 45 e MSSL 15;

03 - Jorge Geraldo dos Santos, Pqdt 473, MS 455, SL 38, MSSL 7, FE 31 e Comando 36;

04 - Dalton Malfacini, Pqdt 1206, MS 331, Aux Prec 01, Prec 34, SL 39, MSSL 24, FE 13 e Comando 15;

05 - Solon Rodrigues Santos, Pqdt 2075, MS 427, SL 42, MSSL 12, FE 40 e Comando 49;

06 - Agildo Fernandes Vieira, Pqdt 6142, MS 883, SL 23 e MSSL 22;

07 - Juandyr Ochsendorf e Souza, Pqdt 5431, MS 1079, Dompsa 86 e SL 46;

08 - Antônio Codevilla Tavares, Pqdt 4382, MS 662, Prec 69, SL 40 e MSSL 11, FE 32 e Comando 37;

09 - Farias, juiz de competições de Salto Livre;

10 - Eneas das Chagas Vieira, Pqdt 1195, MS 332, Aux Prec 02, Prec 35, SL 41, MSSL 15, FE 23 e Comando 22;

11 - Luiz Olintho Teixeira Schirmer, Pqdt 3036, MS 845, Dompsa 74, SL 44, FE 39 e Comando 48.

Pqdt = Paraquedista
MS = Mestre de Salto
Prec = Precursor
Dompsa = Dobragem e Manutenção de Paraquedas e Suprimento pelo Ar
SL = Salto Livre
MSSL = Mestre de Salto de Salto Livre
FE = Forças Especiais

Um adendo do Mestre Ly Adorno

O Schirmer, fazendo o curso de FE, o capitão Hamilton, de saudosa memória, ao corrigir-lhe uma das suas provas, chama-o e diz-lhe: "Você cria vergonha e vai fazer uma faculdade, seu...". Foi quase uma ordem e que, com prazer, o nosso Schirmer cumpriu brilhantemente. Antes, o Schirmer foi modelo comercial pelas Casas Masson, exibindo um relógio de altíssima qualidade para a época (foto acima). Tem mais, é comandante de barcos, sendo que há poucos anos, em alto mar, seu barco pegou fogo. FE emérito, passou mão no GPS, caiu nágua e se fez ao mar. Foi salvo por um barco de pescadores. É uma boa história do meu pupilo Schirmer já na vida civil. 



Luiz Schirmer no Programa do Jô,
junho de 2016,
esse vídeo está na Internet (Google).

Nenhum comentário:

Postar um comentário