segunda-feira, 25 de abril de 2016

Homens X Mulheres = Diferenças


→ Homens têm uma média de seis itens nos banheiro: escova, pasta dental, sabonete, creme de barba, barbeador e uma toalha roubada de um hotel qualquer. As mulheres têm uma média 437 itens (lista suprimida por falta de espaço);

→ Quando uma mulher está dirigindo, e se perde, ela para num posto de gasolina e pede orientação. Homens dirigirão em círculo por horas, recusando a admitir que se perderam, e repetindo que encontraram um novo caminho para chegar ao destino.

→ No vestiário masculino, as conversas giram sobre dinheiro, futebol e mulheres. Sobre dinheiro, os homens exageram, de futebol eles não entendem a metade do que pensam entender, e sobre sexo inventam histórias. Já as mulheres falam só sobre sexo. E não mentem;

→ Mulheres amam os gatos. Os homens dizem que gostam de gatos, mas quando as mulheres não estão olhando, chutam os bichanos;

→ Quando uma relação termina, a mulher chora, abre o coração para as amigas, escreve um poema chamado “Todos os homens são idiotas” e vai em frente. O homem fingirá que está tudo bem, mas seis meses depois telefonará à ex-namorada às três da manhã bêbado, dizendo que ela arruinou sua vida, que a odeia, mas quer sempre haverá uma segunda oportunidade;

→ Quando o homem diz que está pronto para sair, ele está pronto para sair. Quando a mulher diz que está pronta para sair, está dizendo que isto acontecerá quando terminar a maquiagem, quando terminar de se vestir, quando tiver colocado os brincos;

→ Mulheres são sentimentais, enquanto homens só aceitam jantar à luz de velas em caso de apagão;

→ Até arranjar um marido, a mulher se preocupa com o futuro. O homem só começa a se preocupar com o futuro quando arranja uma esposa;

→ Uma mulher casa com um homem, esperando que ele mude, mas ele não muda. Um homem casa com uma mulher esperando que ela não mude, mas ela muda.


(Do livro “A língua de três pontas”, de Moacyr Scliar)


Moacyr Jaime Scliar (Porto Alegre, 23 de março de 1937 – Porto Alegre, 27 de fevereiro de 2011) foi um escritor brasileiro. Formado em medicina, trabalhou como médico especialista em saúde pública e professor universitário. Sua prolífica obra consiste de contos, romances, ensaios e literatura infanto-juvenil. Também ficou conhecido por suas crônicas nos principais jornais do país.

Um comentário:

  1. A as mulheres,nós implicamos, mas difícil é viver longe delas.

    ResponderExcluir