sábado, 24 de maio de 2014

10 dicas para uma vida sem televisão



        
Não deixe a televisão hipnotizar você.

01º. – Telejornais. Os telejornais são um modelo de comércio, propaganda embutida e, superficiais. No geral, a função dos telejornais é chocar as pessoas, e o melhor seria se nunca tivessem notícias para nos passar. Isso sim seria uma boa matéria.

02º. – Solidão. Esse é um dos principais motivos: para você poder usufruir dos amigos e da sua família, saia da frente da TV. Pois, a televisão é capaz de fazer milhões de pessoas rirem juntas, e ao mesmo tempo se sentirem sozinhas.

03º. – Cenas fortes. Porque seus filhos pequenos não devem ver cenas chocantes, cenas de sexo e tanta violência. De acordo com o apresentador Ted Tuner, ele disse: “A televisão é o fator mais significante que contribui com a violência na América.”

04º. – Consumo e propaganda. Todos, sem exceção, desde os telejornais, novelas e até os programas infantis. Toda a programação é feita para vender ciosas para você. Na visão de um diretor de TV, ele poderia dizer às companhias de publicidades, que está vendendo olhos para seu produto.

05º. – Tempo para as crianças. Para crianças serem como crianças e não como adultos. Você não pode dizer para uma criança de 5/6 anos: “sente aí e fique a ver TV”. Brincar é tão importante para o desenvolvimento dos pequeninos, que ajuda a desenvolver fisicamente, academicamente e socialmente. Entretanto, muita TV acaba com todo o tempo para as brincadeiras da criançada.

06º. – Previsão do tempo. Porque você pode ver perfeitamente a previsão do tempo pela janela ou sair à rua. Sem desculpas para ver TV.

07º. – Leitura. Porque todos que assistem menos televisão, são melhores leitores. Existe a máxima que é sempre dita por aí: “desligue a TV e vá ler um livro”. Porque ler aumenta o vocabulário, e ver televisão diminui, atrapalha e piora o poder de dialogar.

08º. – O mundo precisa de ajudas reais. Porque ficar a ver TV diminui o poder de decisão e ajuda das pessoas. Com certeza existem, na sua cidade, muitas associações filantrópicas que necessitam de voluntários. A cada hora assistindo televisão está associada com menos envolvimento solitário e comunitário.

09º. – Saúde. Toda pessoa, de todas as idades, ao desligar a televisão, ajuda a manter a forma e a saúde. Para reduzir a inatividade, desligue a televisão. “Quase qualquer outra atividade usa mais energia do que assistir a TV”, disse William Dietz, diretor da divisão de nutrição e atividades físicas do Centro de Controle e Prevenção de Doenças.

10º. – Disponibilidade de tempo. Todos nós precisamos de mais tempo e não menos. Nos dias de hoje, com o nosso tempo escasso, certamente precisamos desligar a TV para usufruir de uma maneira mais saudável do nosso precioso tempo. Em média, temos, entre 3 a 5 horas de tempo livre diariamente, mas muitos gastam esse tempo na frente da TV. Pense nisso. Para finalizar, uma frase que encontrei no portal: Desligue a TV.org: “Seja o ator! Não seja o espectador!”


Desligue a TV

Beto Brito

De vez em quanto olhe um pouco pro céu,
De vez em quando pise com o pé no chão,
De vez em quando dê um grande sorriso.
De vez em quando encare a cara do mundo.
De vez em quando abrace e beije o que der.
De vez em quando tome um banho de mar.
Desligue a TV que o que você vê
Pra viver não é preciso.
De vez em quando escute o seu coração,
De vez em quando se apaixone demais,
De vez em quando chore um pouco também,
De vez em quando fique um pouco sozinho,
De vez em quando caia na multidão,
De vez em quando faça o que bem quiser.
É como diz o ditado:
Não fazer nada fica mal acostumado.
De vez em quando pense no seu futuro,
De vez em quando olhe pro seu passado,
De vez em quando saiba quem você é,
De vez em quando use bermuda e chinelo.
De vez em quando faça uma viagem,
De vez em quando faça versos de amor.
De vez em quando sinta o cheiro da chuva
De vez em quando tome um vinho num bar
De vez em quando um bom livro pra ler
De vez em quando é bom sair do casulo
De vez em quando o balanço da terra
De vez em quando o balanço do mar
Desligue a TV que o que você vê








Nenhum comentário:

Postar um comentário