segunda-feira, 19 de maio de 2014

O segundo e o primeiro hino do Internacional

Papai é o maior 


(O segundo hino do Inter - letra original)

Papai é o maior,
Seis vezes sem rival,
Jogo é jogado,
Não é chorado,
É colorado, Internacional. (Bis)

Seis vezes foi doutor,
Papai está com a razão
É  o rolo compressor,
O papai, o papai é campeão!

Quando o Internacional quebrou uma série de títulos consecutivos do Grêmio, nos anos 60, a MPM, agência de propaganda gaúcha, fez esta marchinha acima, a primeira para comemorar o tão esperado título do ano de 1961, que foi cantada por Francisco Egydio.

P.S. Essa marchinha está na internet, com duas versões, mas a original é a cantada por Francisco Egydio.


Francisco Egydio

(17.01.1927 - 17.10.2007)

Também são cantado os seguintes versos, 
que aparecem em outra gravação com a mesma música:

Papai é o maior,
Papai é que é o tal,
Que coisa louca, que coisa rara,
Papai não respeita a cara.

Papai é campeão,
Papai não tem rival,
Papai está com a razão,
É colorado, Internacional


Hino do Sport Club Internacional

Celeiro de Ases

1957

Autor: Nélson Silva



(Radialista carioca que trabalhava na Rádio Farroupilha)

Glória do desporto nacional, 
Oh, Internacional, 
Que eu vivo a exaltar. 
Levas a plagas distantes 
Feitos relevantes, 
Vives a brilhar. 
Correm os anos surge o amanhã 
Radioso de luz, varonil. 
Segue a tua senda de vitórias, 
Colorado das glórias, 
Orgulho do Brasil. 

É teu passado alvi-rubro 
Motivo de festas em nossos corações. 
O teu presente diz tudo 
Trazendo à torcida alegres emoções. 
Colorado de ases celeiro 
Teus astros cintilam num céu sempre azul. 
Vibra o Brasil inteiro 
Com o clube do povo do Rio Grande do Sul.


Documento onde foi escrito o Hino Oficial do Inter


Nenhum comentário:

Postar um comentário