quinta-feira, 29 de maio de 2014

Duas versões para o mesmo tema

(De quem já está do outro lado...)

A morte não é nada

A morte não é nada.
Eu somente passei
para o outro lado do Caminho.
Eu sou eu, vocês são vocês.
O que eu era para vocês,
eu continuarei sendo.

Deem-me o nome
que vocês sempre me deram,
falem comigo
como vocês sempre fizeram.
Vocês continuam vivendo
no mundo das criaturas,
eu estou vivendo
no mundo do Criador.

Não utilizem um tom solene ou triste,
continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos.
Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.
Que meu nome seja pronunciado como sempre foi.
Sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra ou tristeza.

A vida significa tudo
o que ela sempre significou,
o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora
de seus pensamentos,
agora que estou apenas fora de suas vistas?

Eu não estou longe, apenas estou
do outro lado do Caminho...
Você que aí ficou, siga em frente.
A vida continua, linda e bela como sempre foi.


Santo Agostinho de Hipona


Pense em mim

Se você me ama, não chore.
Se você conhecesse o mistério insondável
do céu onde me encontro...

Se você pudesse ver e sentir o que eu sinto
e vejo nestes horizontes sem fim
e nesta luz que tudo alcança e penetra,
você jamais choraria por mim.

Estou agora absorvida
pelo encanto de Deus,
pelas suas expressões de infinita beleza.
Em confronto com esta nova vida,
as coisas do tempo passado
são pequenas e insignificantes.

Conservo ainda todo o meu afeto
por você e uma ternura
que jamais lhe pude, em verdade, revelar.

Amamo-nos ternamente em vida,
mas tudo era então muito fugaz e limitado.

Pense em mim assim.
Nas suas lutas,
pense nesta maravilhosa morada,
onde, juntos, viveremos
no enlevo mais puro e mais intenso,
junto à fonte inesgotável da alegria e do amor.

Se você verdadeiramente me ama,
não chore mais por mim.

“Eu estou em paz.”

Santo Agostinho de Hipona


Nenhum comentário:

Postar um comentário